G1 Mundo

Fotos falsas de Trump preso: como identificar manipulação em imagens

today27 de março de 2023 5

Fundo
share close

Muitos dos que compartilharam as imagens afirmaram que elas eram falsas — mas algumas pessoas foram enganadas.

No fim de semana, fotografias falsas — também criadas por inteligência artificial — mostraram o Papa Francisco usando um casaco de grife. Muitas pessoas também foram enganadas pelas imagens falsas.

Imagem falsa criada por IA mostra o Papa Francisco — Foto: Twitter/Reprodução



Mas como discernir o que é falso ou verdadeiro em imagens?

Se você observar o pescoço de Trump, pode perceber que a cabeça parece ter sido sobreposta à imagem — Foto: Twitter via BBC

Alguma coisa parece estranha?

Algumas imagens que circulam online, como a acima, parecem reais demais — mais parecem fotos artísticas encenadas do que fotos jornalísticas.

Um olhar mais atento mostra alguns indícios óbvios de que algo não está certo.

Observe o centro da imagem. O braço de Trump é muito curto, e o policial à esquerda está agarrando algo que se parece mais com uma garra do que com uma mão humana.

Da mesma forma, se você olhar para o pescoço de Trump, notará que sua cabeça parece ter sido sobreposta à imagem.

Henry Ajder, especialista em inteligência artificial e apresentador da BBC, diz que a tecnologia atual não é muito boa para representar certas partes do corpo, especialmente as mãos.

“Se você ampliar as imagens, muitas vezes poderá ver inconsistências, como o número de dedos”, diz ele.

O que outras pessoas estão dizendo?

As imagens falsas circularam em um momento em que Trump está sendo alvo de investigações. Nos últimos cinco anos, promotores de Nova York têm investigado alegações de que Trump fez pagamentos ilegais à ex-atriz pornô Stormy Daniels pouco antes da eleição presidencial de 2016 Trump nega as acusações e não foi indiciado.

Se Trump fosse mesmo indiciado ou preso, isso seria manchete em todo o mundo.

E é possível imaginar que haveria um alvoroço enorme na imprensa mundial caso Trump fosse flagrado fugindo da polícia.

Uma simples verificação de alguns sites de notícias é uma maneira de verificar se Trump não foi preso ou mesmo indiciado.

Outra boa ideia é pensar no contexto em que uma imagem está sendo compartilhada. Quem está compartilhando — e quais são seus motivos?

Muitas vezes, as pessoas compartilham fotos para difundir suas próprias visões políticas, mesmo que elas não tenham verificado se as fotos são autênticas, diz Ajder.

“Vimos exemplos realmente grosseiros de outras falsificações, como a gravação de Nancy Pelosi sendo desacelerada para fazê-la parecer bêbada”, acrescenta. “Essa foi uma manipulação muito grosseira e, no entanto, muitas pessoas foram enganadas por ela — ou pelo menos quiseram acreditar que era verdade.”

Uma pessoa com o rosto embaçado aparece na foto — Foto: ELIOT HIGGINS via BBC

Um olhar mais atento às fotos revela ainda mais detalhes estranhos.

Tons de pele não naturais e rostos com feições borradas são fortes indícios de que a imagem é falsa.

Na foto acima, uma pessoa com o rosto embaçado é nítida na parte centro-direita da imagem. O cabelo de Trump parece embaçado, mas seu rosto está em foco.

Um olhar mais atento às próprias fotos revela mais detalhes estranhos — Foto: ELIOT HIGGINS via BBC

A tecnologia de inteligência artificial também ainda não consegue representar fielmente os olhos das pessoas.

Na imagem acima, os policiais parecem estar perseguindo Trump — mas eles estão olhando em uma direção totalmente diferente. E as pessoas na imagem estão em foco, apesar de estarem correndo.

Especialistas em inteligência artificial disseram à BBC que, embora as imagens manipuladas não sejam “nada de novo”, a velocidade das inovações tecnológicas e o potencial de uso indevido são preocupantes.

“Esse tipo de conteúdo está evoluindo rapidamente e a lacuna entre conteúdo autêntico e falso está se tornando mais difícil de discernir”, diz Mounir Ibrahim, da Truepic, uma empresa de análise de conteúdo digital.

Os especialistas concordam que o fato de Trump ser muito famoso facilita que as pessoas identifiquem manipulações. Com imagens de pessoas desconhecidas, isso pode ser mais difícil — e a tecnologia está cada vez melhor.

Veja, abaixo, o antes e depois do filtro de inteligência artificial:

Antes e depois do Bold Glamour: filtro do TikTok que usa inteligência artificial

Antes e depois do Bold Glamour: filtro do TikTok que usa inteligência artificial




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

obrigado-a-recuar,-netanyahu-abre-brechas-na-coalizao-do-governo-e-na-seguranca-de-israel

G1 Mundo

Obrigado a recuar, Netanyahu abre brechas na coalizão do governo e na segurança de Israel

Sua teimosia para manter um projeto de poder fez dele um amador e lhe custará caro: o premiê abriu uma fenda na coalizão fundamentalista que o sustenta e deixou a segurança de Israel vulnerável aos inimigos que o rodeiam. Partidos ultranacionalistas e ultraortodoxos que compõem a aliança radical costurada por Netanyahu ameaçaram abandonar o governo após a suspensão da aprovação da reforma. Para permanecer no cargo e não ser abandonado […]

today27 de março de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%