G1 Mundo

Furacão Beryl, inédito no Caribe, se aproxima de Barbados e deve tocar solo nas próximas horas

today1 de julho de 2024 7

Fundo
share close

O furacão Beryl, que se aproxima do Caribe com potencial de grande destruição, deverá tocar solo nas próximas horas, segundo um boletim do Centro Nacional de Furacões (CNH) dos Estados Unidos.

Uma vasta área do Caribe está em alerta neste domingo (30) para um furacão que ganhou uma força atípica para a época e se aproxima de países e ilhas da região.

O furacão Beryl, que até a manhã de sábado (29) era uma tormenta tropical, se tornou um furacão e, neste domingo, subiu para a categoria 4, de uma escaça de 5. Segundo meteorologistas, o fenômeno é inédito no sul do Caribe em junho e extremamente perigoso.



O furacão deve atingir principalmente o sudeste do Caribe, segundo o Centro Nacional de Furacões dos Estados Unidos (NHC). Barbados, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas e Granada ativaram alertas por furacão, enquanto Martinica, Tobago e Dominica estão em alerta de tempestade tropical, detalhou o NHC no seu último comunicado.

As ilhas de Barlavento devem ser as primeiras a serem atingidas, na manhã de segunda-feira.

Segundo o NHC, uma tempestade tão poderosa no início da temporada de furacões, que vai do início de junho ao final de novembro no Atlântico, é extremamente rara.

No fim de maio, a Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA) disse esperar que a temporada de furacões deste ano “extraordinária”, com até sete tempestades de categoria 3 ou superior.

Com “ventos que ameaçam a vida”, Beryl é “agora um furacão de categoria 3 muito perigoso”, disse o centro no seu último boletim.

Um furacão é considerado de categoria 3 na escala padrão, a Saffir-Simpson, quando tem ventos de pelo menos 179 km/h. Já os de categoria 4 tem ventos sustentados de pelo menos 209 km/h.

Temperoada ‘extraordinária’

A Administração Nacional Oceânica e Atmosférica dos Estados Unidos (NOAA) declarou no final de maio que espera que este ano seja uma temporada de furacões “extraordinária”, com até sete tempestades de categoria 3 ou superior.

A agência citou as temperaturas quentes do oceano Atlântico e as condições relacionadas com o fenômeno climático La Niña no Pacífico para explicar o aumento das tempestades.

Nos últimos anos, os fenômenos meteorológicos extremos, incluindo furacões, tornaram-se mais frequentes e devastadores como resultado da mudança climática.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

urnas-na-franca-confirmaram-a-espiral-autodestrutiva-de-macron

G1 Mundo

Urnas na França confirmaram a espiral autodestrutiva de Macron

Emmanuel Macron apostou alto e foi derrotado pela segunda vez em um mês, ao dissolver a Assembleia Nacional e antecipar as eleições legislativas na França. Ainda que prossiga à frente do Palácio do Eliseu até o fim do mandato, a era Macron parece ter terminado, de acordo com o veredicto das urnas. Se as projeções se confirmarem, ao fim do segundo turno, no próximo domingo (7), a coalizão Juntos, do […]

today1 de julho de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%