G1 Santos

Guarujá inaugura ambulatório para pessoas trans; veja outras unidades no litoral de SP

today7 de julho de 2024 4

Fundo
share close

A cidade de Guarujá, no litoral de São Paulo, inaugurou um ambulatório municipal especializado em saúde de pessoas transexuais. O espaço, que está localizado na Rua Guilherme Guinle, 42, no bairro Paecara, começa a atender o público a partir de segunda-feira (8).

O ambulatório ‘Transforma: O respeito transforma’ está instalado no piso superior do Centro de Especialidades de Vicente de Carvalho e funcionará de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h.

No local, pessoas transexuais terão acompanhamento médico nas áreas de psicologia, psiquiatria, endocrinologia, assistência social e enfermagem. O agendamento deve ser feito através do Complexo Regulador Ambulatorial, na Avenida Adhemar de Barros, 230, no bairro Santo Antônio.



Em nota, o secretário de saúde de Guarujá, Márcio Chaves Pires, afirmou que foram meses de trabalho para a criação do ambulatório. Segundo ele, foi necessário montar um protocolo de atendimento e uma equipe multidisciplinar para um atendimento com dignidade e respeito.

A iniciativa é uma parceria entre o pleito da comunidade trans e a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). A inauguração faz parte da comemoração ao Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+, em 28 de junho, e dos 90 anos de emancipação político-administrativa da cidade, celebrado em 30 de junho.

g1 Explica: transição de gênero

g1 Explica: transição de gênero

Saiba onde encontrar atendimento especializado para pessoas trans na Baixada Santista:

Em Santos (SP), o Hospital Guilherme Álvaro, que pertence à rede estadual, possui um ambulatório especializado. A unidade de saúde está localizada na Rua Oswaldo Cruz, 197, no bairro Boqueirão.

A administração de São Vicente (SP) afirmou que a cidade tem um ambulatório transexualizador, na Rua José Bonifácio, 404, 1° andar. O local possui três psicólogos e um assistente social que atendem de segunda a sexta-feira, das 9h às 17h, ou através de agendamento pelo telefone: (13) 3569-2220.

Atendimento para pessoas trans em locais não especializados:

A Prefeitura de Bertioga (SP) informou que o Centro de Infectologia Bertioguense (Cibe), que fica na Rua Antônio Rodrigues de Almeida, 492, no bairro Centro, faz o acolhimento e atendimento psicológico das pessoas trans e encaminham ao ambulatório especializado no Hospital Guilherme Álvaro.

Mongaguá (SP) oferece acompanhamento psicológico no Serviço de Atendimento Especializado (SAE), na Rua Iolanda Ferrigno, 20, Centro. A prefeitura informou que há um planejamento para a implementação de um ambulatório exclusivo para este público, assim que for inaugurado o novo Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS), cujas obras estão nos estágios finais.

A Prefeitura de Praia Grande (SP) informou que o atendimento psicológico para encaminhamento para hormonização acontece no Centro de Testagem, Aconselhamento e Prevenção (CTAP), na Rua Cidade de Santos, 89, 1º andar, no bairro Boqueirão. O atendimento acontece das 8h às 12h e das 13h às 16h. Outros serviços de saúde devem ser feitos nas Unidades de Saúde da Família (Usafas).

A Secretaria de Saúde de Itanhaém (SP) informou ao g1 que não há um ambulatório específico para este público na cidade.

A equipe de reportagem entrou em contato com a Prefeitura de Peruíbe (SP), mas não teve retorno até a última atualização desta matéria.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘viagra-eletronico’-inventado-por-brasileiro-na-suica-entra-em-fase-de-testes;-veja-como-funciona

G1 Mundo

‘Viagra eletrônico’ inventado por brasileiro na Suíça entra em fase de testes; veja como funciona

Em entrevista à RFI, o mineiro de Belo Horizonte explica que o dispositivo funciona “como se fosse um marcapasso". Segundo ele, trata-se de "um neuroestimulador em que os eletrodos são implantados na região pélvica e o estimulador entrega estímulos nervosos que podem ativar e reabilitar os nervos”.  Quem poderá usar o dispositivo  Hoje, no mundo, são 150 milhões de pacientes que sofrem de disfunção erétil, de acordo com Fraga - 66 […]

today7 de julho de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%