Prefeitura de Guarujá

Guarujá usa rapel em obras do Morro Barreira do João Guarda

today16 de outubro de 2023 1

Fundo
share close

Utilizando técnicas modernas, a contenção das encostas já está 956,23% concluída; investimento total na obra é de R$ 33,7 milhões

Em uma iniciativa moderna e ousada, a Prefeitura de Guarujá inicia o uso de rapel nas obras de contenção das encostas do Morro Barreira do João Guarda. Por conta das características do terreno, as equipes empregam essa técnica para ter acesso ao paredão íngreme ao longo da área. As obras no local estão 56,23% concluídas.

A contenção de concreto utiliza a técnica de solo grampeado, assim como nas demais encostas. A diferença é a forma de acesso. Uma equipe especializada em rapel leva todo o material utilizando métodos seguros que vençam as dificuldades da verticalidade do talude. Só assim é possível levar concreto, mangueiras injetoras de concreto e os próprios profissionais responsáveis pelos serviços. Tudo é executado conforme as normas de segurança.

Atualmente, é realizada a concretagem no local, com a projeção do material na parede do morro. Para a realização das intervenções, a Prefeitura investe R$ 12.151.237,24 de recursos municipais, somados ao repasse de R$ 21.613.994,46, da Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), do Governo Estadual. O total de investimentos é de R$ 33,7 milhões.

Como não é possível subir caminhão, são utilizados andaimes. A massa do concreto é feita em uma máquina e lançada sobre a superfície do morro que já foi atirantada e recebeu malha de ferro.



Outros trechos

A intervenção já conta com trechos concluídos. A galeria de drenagem pré-moldada está pronta, assim como o serviço de microdrenagem que envolve o último quarteirão da Avenida Atlântica, com guias e sarjetas e bocas de lobo. Os serviços de macrodrenagem, que são as galerias e o canal no entorno do morro, também já estão finalizados.

Para o secretário municipal de Infraestrutura e Obras (Seinfra), os métodos utilizados na obra são diferenciados e bastante minuciosos. “Essa é mais uma das grandes obras que são realizadas na Cidade atualmente, utilizando modernas técnicas de contenção, assim como foi feito no Morro da Bela Vista”, explica.

Técnicas

Entre as técnicas utilizadas, estão cortina atirantada, solo grampeado com concreto projetado, solo grampeado verde (MacMat) e hidrossemeadura. Ainda serão realizadas obras complementares aos serviços de contenção, como a construção de escadas hidráulicas nas bordas do morro para diminuir a velocidade da água, que será direcionada em galeria de concreto pré-moldado para uma interligação no canal da Avenida Atlântica. O trecho ainda receberá pavimentação, guias e sarjetas e drenagem.

Histórico

O Morro Barreira do João Guarda foi um dos mais afetados por deslizamentos na tempestade de março de 2020, que assolou diversos pontos da Baixada Santista. Desde a ocorrência, a Prefeitura realizou diversos pedidos solicitando a liberação de verbas para a realização das obras e, por meio da SDR, a Cidade obteve o recurso necessário.

As intervenções realizadas atualmente serão semelhantes ao trabalho que já foi realizado no Morro da Bela Vista, popularmente conhecido como Morro do Macaco Molhado, que visam oferecer mais segurança aos moradores e bairros adjacentes, evitando novas tragédias.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Prefeitura de Guarujá.

Por: Geilton Junior

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

brasileiro-mostra-quarto-de-seguranca-em-israel-e-lamenta-falta-de-contato-com-filhos-na-guerra:-‘de-chorar’;-video

G1 Santos

Brasileiro mostra quarto de segurança em Israel e lamenta falta de contato com filhos na guerra: ‘de chorar’; VÍDEO

Mais de uma semana após o início da guerra em Israel, no Oriente Médio, as sirenes de alerta seguem frequentes em Tel Aviv. O santista Marcelo Podgaetz contou ao g1, nesta segunda-feira (16), que a situação está piorando com o decorrer dos dias. O brasileiro, que mora no país há 24 anos, fez um vídeo do “quarto de segurança” - local onde as pessoas devem ir ao escutarem sirenes - […]

today16 de outubro de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%