G1 Santos

Homem autuado com 205 aves silvestres diz à polícia que cometeu crime para pagar ‘dívida moral’ com amigo

today23 de junho de 2024 9

Fundo
share close

Dois homens, de 51 e 57 anos, foram autuados após serem flagrados transportando 205 aves silvestres ilegalmente na Rodovia Régis Bittencourt, em Cajati, no interior de São Paulo. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um deles alegou que levava os animais até São Paulo (SP) por uma ‘dívida moral’ com um amigo. Os pássaros foram resgatados e soltos na natureza.

Segundo a corporação, agentes da PRF faziam um comando de combate ao crime com cães farejadores no km 485, no pedágio de Cajati, por volta de 22h15 de terça-feira (18) quando abordaram o carro em que estava a dupla.

Os policiais se aproximaram para solicitar os documentos e encontraram um homem com uma das pernas amputadas no banco de passageiro. Como os encostos dos bancos traseiros estavam rebaixados, viram diversas caixas cobertas com tecido translúcido e ouviram sons de pássaros.



Aves foram encontradas durante abordagem na Rodovia Régis Bittencourt, em Cajati (SP) — Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Segundo a PRF, o condutor, de 51 anos, disse que estava apenas acompanhando o passageiro e dirigindo devido ao fato de o colega usar uma prótese na perna amputada.

Já o passageiro, de 57 anos, informou estar transportando as aves de Colombo (PR) para São Paulo (SP) a pedido de um amigo, com quem tinha uma “dívida moral” e a quem devia 15 parcelas de R$ 1,5 mil referentes à compra de um terreno em Cerro Azul (PR).

O passageiro explicou que os pássaros seriam entregues a um homem de apelido “Magrão” no bairro Tucuruvi, na capital paulista, e que só pagaria pelo combustível gasto na viagem.

Pássaros foram encontrados dentro de caixas em Cajati (SP) — Foto: Polícia Civil/Divulgação

Segundo a PRF, foram contabilizados e apreendidos 205 pássaros, sendo um tico-tico rei vermelho, 13 canários-da-terra, 23 coleirinhas, 31 trinca-ferros e 137 pintassilgos-de-peito-negro.

O g1 apurou com a Polícia Civil que, apesar de alegar que estava acompanhando o parceiro, o condutor também foi responsabilizado. A dupla foi levada à Delegacia de Cajati, onde foi autuada por transportar espécies da fauna silvestre sem autorização legal.

Os homens não foram presos por se tratar de infração penal de menor potencial ofensivo – com pena inferior a dois anos de reclusão. Foi lavrado um termo circunstanciado e, os autores, foram liberados.

O veículo usado no crime foi apreendido. Ainda segundo a Polícia Civil, as aves estavam saudáveis e apresentavam sinais de captura recente. Elas foram soltas na área pertencente ao Parque Estadual do Rio Turvo.

A equipe de reportagem apurou que a Polícia Civil deverá enviar um ofício à PM Ambiental, órgão que tem a competência para aplicar as multas cabíveis. O valor da penalização ainda não foi definido.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

irmaos-que-atropelaram-um-entregador-de-gas-durante-a-fuga-de-um-assalto-sao-detidos

G1 Santos

Irmãos que atropelaram um entregador de gás durante a fuga de um assalto são detidos

Conforme apurado pelo g1 à época, os suspeitos foram reconhecidos pelas vítimas e a polícia representou pela prisão temporária do maior de idade e a apreensão do adolescente ao juiz da 2° Vara Criminal de Mongaguá. Veículo roubado atingiu motociclista e um outro carro durante fuga em Mongaguá — Foto: Reprodução A Guarda Civil Municipal de Praia Grande abordou os irmãos na última quinta-feira (20). Eles estavam em um veículo, […]

today23 de junho de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%