G1 Santos

Homem é preso após abusar de menina de 13 anos em ônibus e dizer que ela estava ‘doida’

today15 de dezembro de 2022 11

Fundo
share close

Ao g1, a mãe da vítima, que preferiu não se identificar, contou que a adolescente pensou que seria assaltada, e que a primeira reação foi guardar o celular. A situação mudou quando, segundo o relato da filha, o homem começou a abrir as pernas para encostar na garota.

No Boletim de Ocorrência (BO), consta que a vítima estava desacompanhada no ônibus. A adolescente disse ter ficado quieta diante da situação, mas, uma outra passageira, ao perceber a situação, chamou o homem de “nojento”.

Ainda com base no depoimento à polícia, assim que o suspeito desceu no ponto de parada, a passageira que testemunhou a ação questionou a garota sobre o que havia ocorrido, e a jovem começou a chorar, ao mesmo tempo em que afirmou ter sido assediado.



“No momento do assédio, ela [vítima] falou: ‘Isso não está acontecendo, é coisa da minha cabeça’. Pela fragilidade, ela ficou vulnerável. Mas, por mais que ela tenha 13 anos, no Estatuto da Criança e do Adolescente está que ela tem o direito de ir e vir para qualquer lugar, e isso não dá direito a homem nenhum tocar nela”, ressaltou a mãe.

No momento em que a testemunha ouviu a adolescente, ela pediu ao motorista que parasse, os demais passageiros desceram e ficaram ao redor do homem até a chegada da Polícia Militar.

A reportagem entrou em contato com a Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) de Santos, onde o caso foi registrado, mas o delegado responsável não se pronunciou devido ao fato de a investigação correr sob sigilo.

A mãe disse ser grata pelas testemunhas que ajudaram a filha, mesmo sob ameaças. “Na hora que elas [testemunhas] foram pegá-lo, ele quis bater. Disse: ‘Vocês estão doidas [passageiras e jovem]’. E foi quando um cara desceu [do ônibus] para defendê-las”, contou.

Aos policiais, o suspeito teria afirmado que encostou na adolescente pois estava olhando em direção à janela para saber em qual ponto desceria. Ele negou ter passado mão na jovem.

O homem foi conduzido pelos policias militares à DDM da cidade, onde o caso foi registrado como como importunação sexual, que prevê pena de um a cinco anos de prisão.

“Como mãe, eu nunca vou poder protegê-la totalmente de qualquer coisa. Mas, tem várias famílias brasileiras e da Baixada Santista que precisam do ônibus. Então, que tenha filmagens, porque são provas do que acontece, e que as pessoas fiquem mais atentas ao que está acontecendo ao redor”, finalizou a mãe da adolescente.

Em nota, a Viação Piracicabana informou que, por volta das 16h de sexta-feira (9), o ônibus 4808 da linha 139 teve a viagem interrompida na Avenida Ana Costa, após passageiros terem informado ao condutor que uma adolescente tinha sido abusada.

“Mediante ao fato, o motorista parou o carro, e ambos [ele e os passageiros] ligaram para o 190 [PM]. Uma viatura da Polícia Militar compareceu ao local e conduziu os envolvidos para a Delegacia, liberando o ônibus para seguir a linha normalmente”, disse a empresa, em nota.

A Viação Piracicabana ressaltou, ainda, que tem investido em campanhas destinadas à população que circula no transporte coletivo municipal com o objetivo de conscientizar e erradicar todo tipo de violência contra as mulheres. “A conscientização é fundamental para que casos como esse não ocorram e para garantir um meio de transporte seguro para todos”.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

professor-de-sp-descobre-que-era-adotado-apos-31-anos-de-‘fofocas’-e-encontra-a-mae-em-uma-semana

G1 Santos

Professor de SP descobre que era adotado após 31 anos de ‘fofocas’ e encontra a mãe em uma semana

O professor Wilson Reis, de 31 anos, descobriu, sem querer, que foi adotado após ser deixado em uma escola de São Vicente, no litoral de São Paulo, aos sete dias de vida. Segundo apurado pelo g1 nesta quinta-feira (15), ele descobriu o paradeiro da mãe biológica após uma semana em busca de informações. Ela está no sul do país morando com os outros dois filhos. Ao g1, Reis afirmou que […]

today15 de dezembro de 2022 69

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%