G1 Santos

Homem que matou namorado da ex e ‘deu em cima’ de cunhadas adolescentes é preso no interior de SP

today8 de novembro de 2022 25

Fundo
share close

O delegado Valmir Oliveira confirmou ao g1 que o pedido da prisão preventiva do indiciado saiu na sexta-feira (4) e foi cumprido no sábado (5). Ademar de Freitas foi indiciado por violência doméstica, descumprimento de medida protetiva de urgência, lesão corporal e lesão corporal que resultou em morte.

A SSP ressaltou que o caso é investigado pela Delegacia de Apiaí e foi instaurado um inquérito policial para apuração dos fatos, que aconteceram no bairro Flor da Serra, na noite do dia 23 de outubro. O inquérito segue em andamento.

Laysa Pontes, de 20 anos, fez um pedido de de medida protetiva de urgência após ser agredida e ameaçada pelo ex-marido, Ademar de Freitas. O g1 teve acesso a decisão do Tribunal de Justiça (TJ) sobre o pedido.



A mulher declarou para a autoridade policial que viveu com o indiciado durante cinco anos, e que o relacionamento não foi harmonioso, pois, segundo a jovem, ele faz uso de bebidas alcoólicas, o que contribuía para as discussões.

Há mais de dois meses, Laysa teria descoberto que estava sendo traída, e que Ademar também teria ‘dado em cima’ das irmãs dela, de 15 e 17 anos. Diante da situação, ela terminou o relacionamento. Porém, o homem não teria aceitado a separação. Com receito de que Ademar pudesse fazer algo contra ela, a jovem resolveu registrar um boletim de ocorrência e pediu uma medida protetiva de urgência.

O TJ determinou que Ademar está proibido de se aproximar da ex-mulher, dos familiares dela e das testemunhas, pelo limite mínimo de 200 metros, além de estar proibido de entrar em contato com as mesmas pessoas por qualquer meio de comunicação.

De acordo com o boletim de ocorrência, no dia 23 de outubro, Áliton dos Santos e a namorada Laysa caminhavam até a igreja. Durante o trajeto, Ademar de Freitas, de 46 anos, tentou atropelar o pedreiro. Sem acertá-lo, desceu do carro e o golpeou com um pedaço de madeira e também atingiu o braço de Laysa, descumprindo uma medida protetiva. Áliton dos Santos, de 24 anos, morreu em decorrência de uma hemorragia cerebral no dia 3 de novembro.

Após ser agredido na cabeça, Áliton dos Santos registrou um BO, dias depois foi trabalhar e começou a passar mal. Ele morreu 11 dias após ser golpeadosão em Apiaí — Foto: Arquivo pessoal

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

conselho-de-ministros-e-pastores-de-guaruja-adia-marcha-para-jesus

Prefeitura de Guarujá

Conselho de Ministros e Pastores de Guarujá adia Marcha para Jesus

Evento aconteceria neste sábado (12) e adiamento atende recomendação do Comando da Polícia Militar O Conselho de Ministros e Pastores Evangélicos de Guarujá (COMPEG) decidiu adiar o evento MARCHA PARA JESUS, que aconteceria neste sábado (12), em Vicente de Carvalho. O cenário de protestos e insegurança vivenciado no País, o que é corroborado por documento assinado pelo Comando do 21º Batalhão da Polícia Militar do Interior (BPMI), foi o que […]

today8 de novembro de 2022 22

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%