G1 Santos

Homem que matou namorado da ex também ‘deu em cima’ das cunhadas adolescentes

today6 de novembro de 2022 30

Fundo
share close

O homem de 46 anos, que matou o namorado da ex-mulher com uma paulada na cabeça, em Apiaí, no interior de São Paulo, também teria ‘dado em cima’ das cunhadas adolescentes, de 15 e 17 anos. O g1 teve acesso, neste domingo (6), a decisão do Tribunal de Justiça (TJ) sobre o pedido de medida protetiva de urgência, feito por Laysa Pontes, de 20 anos, após ser agredida e ameaçada pelo ex-marido, Ademar de Freitas.

A mulher declarou para a autoridade policial que viveu com o indiciado durante cinco anos, e que está grávida do primeiro filho deles. Durante o tempo que viveram juntos, o relacionamento não foi harmonioso, pois, segundo a jovem, ele faz uso de bebidas alcoólicas, o que contribuía para as discussões.

Há mais de dois meses, Laysa teria descoberto que estava sendo traída, e que Ademar também teria ‘dado em cima’ das irmãs dela, de 15 e 17 anos. Diante da situação, ela terminou o relacionamento. Porém, o homem não teria aceitado a separação.



No documento, também consta que Ademar começou a ameaçá-la, com frases como: ‘se você não for minha, não vai ser de mais ninguém. Vou acabar com a sua vida’.

A princípio, segundo Laysa, ela não deu importância às ameaças, pois achou que ele estivesse nervoso com o fim do relacionamento. Até que um dia, ele teria entrado a força na casa dela com um facão nas mãos e a ameaçou com objeto, além de jogá-la fortemente ao chão, ameaçar o atual namorado dela, Áliton dos Santos, e jogar gasolina na casa da ex.

Após as agressões, Ademar teria enviado uma mensagem para Áliton dizendo que “iria terminar o serviço”. Uma imagem enviada pela irmã do jovem mostra a suposta ameaça, além da afirmação: “Vou preso, viu? Não dá nada, estou acostumado”.

Agressor teria encaminhado mensagens ameaçando a vítima antes de golpeá-la com um pedaço de pau em Apiaí — Foto: Reprodução/Arquivo pessoal

Com receito de que Ademar pudesse fazer algo contra ela, a jovem resolveu registrar um boletim de ocorrência e requerer uma medida protetiva de urgência, que foi descumprida pelo ex no dia que ele desferiu um golpe de madeira na cabeça de Áliton.

O TJ determinou que Ademar está proibido de se aproximar da ex-mulher, dos familiares dela e das testemunhas, pelo limite mínimo de 200 metros, além de estar proibido de entrar em contato com as mesmas pessoas por qualquer meio de comunicação. O descumprimento está sujeito a prisão preventiva.

Jovem morre após levar paulada na cabeça

Áliton dos Santos, de 24 anos, morreu em decorrência de uma hemorragia cerebral após ter levado uma paulada na cabeça do ex-marido da namorada. Ele ainda chegou a registrar um boletim de ocorrência contra o agressor e voltou a trabalhar, antes de se sentir mal e ser internado. Na última quinta-feira (3), ele teve a morte encefálica constatada. A Polícia Civil investiga o caso.

De acordo com o boletim de ocorrência, a agressão aconteceu em 23 de outubro, quando Áliton e a namorada Laysa caminhavam até a igreja. Durante o trajeto, Ademar de Freitas, de 46 anos, tentou atropelar o pedreiro. Sem acertá-lo, desceu do carro e o golpeou com um pedaço de madeira e também atingiu o braço de Laysa, descumprindo uma medida protetiva.

Após ser agredido na cabeça, Áliton dos Santos registrou um BO, dias depois foi trabalhar e começou a passar mal. Ele morreu 11 dias após ser golpeadosão em Apiaí — Foto: Arquivo pessoal

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

mais-de-40-guarda-vidas-temporarios-se-formam-em-guaruja-para-reforcar-a-seguranca-nas-praias

G1 Santos

Mais de 40 guarda-vidas temporários se formam em Guarujá para reforçar a segurança nas praias

Eles vão atuar durante toda a temporada de verão, com término do contrato no dia 28 de fevereiro de 2023. Ao todo, 41 guarda-vidas temporários devem reforçar a segurança nas praias do Guarujá durante a temporada de verão — Foto: Divulgação/Prefeitura de Guarujá Os 41 guarda-vidas temporários selecionados no processo seletivo de Guarujá, no litoral de São Paulo, se formaram nesta sexta-feira (4). A cerimônia aconteceu na sede do 1º […]

today5 de novembro de 2022 20

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%