G1 Santos

Homem suspeito de espancar até a morte um ex-PM e membro de grupo de extermínio é preso no litoral de SP; VÍDEO

today26 de janeiro de 2024 2

Fundo
share close

A vítima tinha 49 anos, sofreu um traumatismo craniano e chegou a ser internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Santo Amaro (HSA), mas não resistiu aos ferimentos e teve morte encefálica [parada de todas as funções do cérebro] confirmada em 7 de maio do ano passado.

Imagens obtidas pelo g1, mostram, ao menos quatro homens, usando capacete e madeira para agredir o rapaz, além de jogá-lo com violência no chão. A cena de violência ocorreu entre a Rua Tambaú e a Avenida Oswaldo Cruz, em Vicente de Carvalho.

Osil Vicente Guedes morreu após ter sido brutalmente espancado em Guarujá (SP) — Foto: Reprodução/Redes Sociais



Durante a Operação Impacto, policiais militares receberam uma denúncia de que um procurado pela Justiça estaria em uma residência, no bairro Parque Estuário Elesbão, na quarta-feira (24). Os agentes realizaram diligências no local e encontraram o homem em atitude suspeita.

Ao perceber a presença da viatura, ele fugiu por cima do muro de três casas. No entanto, os policiais o perseguiram e conseguiram detê-lo na lavanderia de um dos imóveis. Ele informou que era procurado da Justiça.

Contra ele, havia um mandado de prisão temporária pelo crime de homicídio, expedido em maio do ano passado. Antes de ser conduzido à delegacia e permanecer à disposição da Justiça, o homem foi submetido a exame clínico no pronto-socorro.

O caso foi registrado como captura de procurado no 2° Distrito Policial (DP) de Guarujá, onde é investigado.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), o caso inicialmente foi registrado como “lesão corporal” no 2º Distrito Policial (DP) de Guarujá, porém, acabou modificado para “homicídio” após a morte de Osil.

O irmão de Osil disse em depoimento aos policiais do 2º DP de Guarujá que a vítima havia ‘tomado uma surra’ a mando da mulher dele um dia antes das agressões.

Ele contou, ainda, ter tido acesso ao celular de Osil, e que há uma mensagem de voz dele falando que teve uma briga com a esposa, que é psicóloga.

Osil Vicente Guedes, de 49 anos, morreu após ser brutalmente espancado no litoral de São Paulo — Foto: Reprodução

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

eua-executam-prisioneiro-por-asfixia-com-nitrogenio-pela-primeira-vez

G1 Mundo

EUA executam prisioneiro por asfixia com nitrogênio pela primeira vez

O estado do Alabama, nos Estados Unidos, executou um prisioneiro com o método de asfixia com nitrogênio, que nunca havia sido usado no país, nesta quinta-feira (25). Kenneth Eugene Smith, de 58 anos, condenado por um homicídio, foi o homem executado. Por volta das 23h25, a governadora do Alabama, Kay Ivey, afirmou que Smith havia sido declarado morto. “Em 18 de março de 1988, a vida de Elizabeth Sennett, de […]

today26 de janeiro de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%