Tocando:

Rádio 97Web

Ilha Comprida recebe poucas doses para vacinar moradores com 50 anos e situação preocupa prefeitura

Escrito por em 17 de junho de 2021

Segundo o prefeito, recebimento das doses contra a Covid-19 é proporcional à população registrada pelo IBGE, no entanto, a cidade tem cerca de 7 mil pessoas a mais.

Moradores de Ilha Comprida reclamam de atraso na vacinação contra a Covid-19

Moradores de Ilha Comprida reclamam de atraso na vacinação contra a Covid-19

Moradores de Ilha Comprida reclamam de atraso na vacinação contra a Covid-19

A cidade de Ilha Comprida, no litoral de São Paulo, recebeu poucas doses para vacinar pessoas com 50 anos ou mais contra a Covid-19, aproximadamente 400. A imunização desse novo grupo começou nesta quinta-feira (17), e é realizada em ordem decrescente, a partir dos 59 anos, segundo a prefeitura, devido ao número baixo de doses. A situação preocupa a administração municipal.

A cidade levou quase um mês para conseguir vacinar os idosos de 60 a 62 anos, e conseguiu terminar nesta quarta-feira (16) a vacinação de pessoas com comorbidades de 18 a 59 anos, grávidas e puérperas. Desde o inicio da campanha, o município recebeu 6.544 doses e aplicou 5.952.

Em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Rede Globo, o prefeito Geraldino Júnior (PSDB) informou que a demora para vacinar a população ocorre devido a uma defasagem nos dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em relação ao número de moradores da cidade. Segundo informado pelo Censo, a estimativa de 2020 era de que a cidade tivesse 11.362 pessoas, número inferior ao registrado pelo e-SUS Atenção Primária.

Prefeito afirma que atraso ocorre devido à defasagem no recebimento de doses de vacina — Foto: Agência Brasil/Divulgação

“Nós temos no e-SUS mais de 18 mil pessoas cadastradas. As doses que proporcionalmente vêm para Ilha Comprida estão defasadas em relação aos outros municípios”, explica. O prefeito ainda informa que, na semana passada, foi até São Paulo a fim de solucionar o problema. “Fizemos mais um pedido para o governo, no sentido de que nos ajudassem na solução dessa questão. Nos disseram que vão realmente buscar uma solução”, afirma.

Em nota, a Secretaria Estadual da Saúde informou que Ilha Comprida já recebeu mais de 400 doses para vacinação do novo público, e que foi orientada quanto ao direcionamento das doses. Ainda conforme a pasta, as vacinas são enviadas de forma gradativa em toda e qualquer campanha, sendo responsabilidade dos municípios direcioná-las conforme tais diretrizes, inclusive com estratificação de grupos e dinâmicas de agendamento, como tem ocorrido em diferentes locais do estado.

A secretaria complementa dizendo que a vacinação contra a Covid-19 no Estado de São Paulo foi elaborada considerando sempre as perspectivas de envio de doses indicadas pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI) e os públicos-alvo da campanha. Conforme previsto pelo PNI, as doses são enviadas de acordo com os grupos e faixas etárias que serão atendidas, e leva em consideração as estatísticas populacionais baseadas no IBGE de 2020.

Ainda conforme a Saúde, em toda a campanha de imunização, a cidade de Ilha Comprida já recebeu mais de 6,9 mil doses, e destas, somente 6 mil foram aplicadas, evidenciando um “saldo” de mais de 900 doses para continuidade da campanha. A região de Registro, como um todo, também apresenta um “saldo” de 40,1 mil doses, tendo aplicado somente 126,6 mil das 166,7 mil doses recebidas.

VÍDEOS: G1 em 1 Minuto Santos

Newsletter G1Created with Sketch.

O que aconteceu hoje, diretamente no seu e-mail

As notícias que você não pode perder diretamente no seu e-mail.

Para se inscrever, entre ou crie uma Conta Globo gratuita.

Obrigado!

Você acaba de se inscrever na newsletter Resumo do dia.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Opinião dos visitantes

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *