Prefeitura de Guarujá

Infraero e Prefeitura atualizam planilha orçamentária; editais saem em duas semanas

today2 de março de 2023 10

Fundo
share close

Contratada pela Prefeitura de Guarujá, Infraero assessora o Município na formulação das peças técnicas relativas às obras da primeira fase do Aeroporto. Empresa já articula celeridade em autorizações junto à Secretaria Nacional de Aviação Civil 

Em reunião realizada nesta quinta-feira (2) na sede da Infraero, em Brasília, a empresa, a Prefeitura de Guarujá e Ministério de Portos e Aeroportos acertaram os últimos detalhes antes do lançamento dos três editais de licitação necessários para a implantação da primeira fase do Aeroporto Civil de Guarujá.

Contratada para assessorar o Município, a Infraero, junto aos técnicos da Prefeitura, providenciaram a última atualização na planilha orçamentária das primeiras obras, que estão estimadas em R$ 29.145.523,30. Uma nova atualização é necessária a cada seis meses e a última planilha havia vencido em dezembro de 2022.

A partir dessa atualização, o Município pretende lançar os editais de licitação das obras da primeira fase do aeroporto dentro de duas semanas. A reunião em Brasília contou com as participações do presidente da Infraero, Rogério Amado Barzellay; dos secretários de Planejamento e Desenvolvimento Econômico e Portuário de Guarujá; do representante do Ministério dos Portos e Aeroportos, Renato de Andrade; além do deputados Paulo Alexandre Barbosa (federal) e Caio França (estadual).

Essa última atualização orçamentária representou um acréscimo de cerca de 8% em relação à última planilha, que estava avaliada em R$ 26,9 milhões. “Estamos atendendo aos pedidos de celeridade feitos pelo Ministério de Portos e Aeroportos e dentro de duas semanas as licitações já devem estar correndo”, avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico e Portuário de Guarujá.



Segundo o secretário guarujaense, a Infraero está encarregada, pela Prefeitura de Guarujá, de articular junto à Secretaria Nacional de Aviação Civil (SAC) as últimas autorizações necessárias para a publicação das licitações. “Além do apoio irrestrito do ministro Márcio França (Portos e Aeroportos), temos também o valioso apoio dos deputados da Baixada Santista, que estão empenhados em ajudar a tirar do papel esse projeto tão estratégico para a nossa região”, frisa o titular.

As obras

As obras da primeira fase do Aeroporto Civil de Guarujá, na Base Aérea, em Vicente de Carvalho serão divididas em três editais: o maior deles é para a adequação da pista, drenagem e área de taxiamento, avaliado em R$ 22,4 milhões. Um segundo prevê a implantação do terminal de passageiros provisório, calculado em R$ 3,5 milhões, e o terceiro é para o cercamento e sinalização da pista, avaliado em R$ 3,1 milhões. No total, R$ 29,1 milhões.

Composição orçamentária

O projeto do Aeroporto de Guarujá já tem composição orçamentária para sua concretização: R$ 10 milhões virão do Ministério de Portos e Aeroportos do Governo Federal, recentemente anunciados pelo ministro Márcio França. Outros R$ 10 milhões virão de emenda da Bancada Paulista na Câmara Federal.

Outros R$ 5,2 milhões virão do Fundo Nacional da Aviação Civil (FNAC). À Prefeitura de Guarujá, caberá uma contrapartida estimada em R$ 3,9 milhões, de recursos municipais. O projeto global do Aeroporto contempla quatro fases para sua implantação. As ações atuais viabilizarão o início dos voos no segundo semestre de 2023 para aeronaves de até 72 passageiros (jatinhos e turboélices).




Todos os créditos desta notícia pertecem a Prefeitura de Guarujá.

Por: Evelyn

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

homem-com-cancer-terminal-curado-por-deus-em-1990-testemunha

Gospel Prime

Homem com câncer terminal curado por Deus em 1990 testemunha

Em abril de 1990, Ed foi diagnosticado com câncer em fase terminal. No decorrer dos seus tratamentos contra o câncer, diáconos da igreja oraram por ele e Deus o curou. Segundo Ed, quando os médicos o informaram sobre seu diagnóstico, foi terrível. Ele tinha uma forma incurável de câncer já em estágio terminal. Os médicos então informaram que eles podiam o manter confortável ou prolongar sua vida através da quimioterapia. […]

today2 de março de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%