G1 Mundo

Irã eleva para seis as condenações à morte vinculadas a protestos

today20 de novembro de 2022 16

Fundo
share close

Um tribunal de Teerã condenou à morte neste domingo (20) uma sexta pessoa, acusada de participar das manifestações no Irã, reportou a agência Mizan Online, da autoridade judicial.

A pessoa foi considerada culpada de “sacar uma faca com a intenção de matar, semear o terror e criar insegurança na sociedade durante os distúrbios recentes”, acrescentou a fonte.

A corte considerou que se tratou de um “mohareb” (“inimigo de Deus” em persa), anunciou a Mizan Online.



Nos últimos dias, cinco pessoas foram condenadas à morte na República Islâmica. Cabe recurso para estas sentenças no Tribunal Supremo.

O Irã vive uma onda de protestos, desencadeada pela morte, em 16 de setembro, de Mahsa Amini, uma curda iraniana de 22 anos, detida por violar o estrito código de vestuário que obriga as mulheres a usarem o véu em público.

As autoridades qualificam os protestos de “distúrbios” e detiveram milhares de pessoas.

Uma delas, a atriz iraniana Hengameh Ghaziani, foi detida neste domingo por ter tirado o véu em público em um vídeo, segundo um veículo da imprensa oficial.

Ghaziani foi detida por incitar e apoiar os “distúrbios” e por contatar meios de comunicação da oposição, segundo a agência oficial de notícias Irna.

A atriz, de 52 anos, tinha dito anteriormente que havia sido intimada a comparecer aos tribunais. Em seguida, publicou um vídeo em sua conta no Instagram, no qual tira o véu obrigatório.

“Talvez esta seja minha última mensagem”, escreveu na última hora de sábado.

“A partir de agora, aconteça o que acontecer, saibam que sempre estarei com o povo iraniano até meu último suspiro”, acrescentou.

No vídeo, a atriz olha para a câmera sem falar, antes de dar meia volta e prender os cabelos como fazem outras mulheres antes de participar dos protestos.

Ghaziani tem criticado a repressão às manifestações e acusado as autoridades de matar crianças e jovens.

No Irã, manifestantes queimam casa de fundador da república Islâmica

No Irã, manifestantes queimam casa de fundador da república Islâmica

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ghanim-al-muftah:-quem-e-o-catari-que-foi-destaque-na-abertura-da-copa-do-mundo

G1 Mundo

Ghanim Al Muftah: quem é o catari que foi destaque na abertura da Copa do Mundo

Durante a abertura da Copa do Mundo de 2022, realizada neste domingo (20) no estádio Al Bayt, na cidade de Al Khor, um momento em especial chamou a atenção do mundo: no centro do palco principal, o ator Morgan Freeman conversou sobre inclusão e diversidade com Ghanim Al Muftah, um homem catari vestido com a dishdasha (a roupa típica que veste os homens árabes) e que não tem os membros […]

today20 de novembro de 2022 89

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%