G1 Mundo

Jakov Milatovic vence eleição presidencial em Montenegro, dizem projeções

today2 de abril de 2023 10

Fundo
share close

O jovem economista pró-europeu Jakov Milatovic venceu o segundo turno das eleições presidenciais de Montenegro por ampla maioria, neste domingo (2), superando nas urnas o ex-presidente Milo Yukanovic, de acordo com estimativas de uma organização eleitoral.

Segundo projeções da ONG CeMI, Milatovic, 36, obteve cerca de 60% dos votos, contra 40% do rival, que comandava o país há três décadas.

“Parabenizo o novo presidente Jakov Milatovic”, disse Ana Nenezic, diretora do CeMI, a repórteres.



Nas ruas de Podgorica e outras cidades deste pequeno país dos Bálcãs, apoiadores do candidato do movimento “Europa Agora” comemoraram a vitória com fogos de artifício e buzinaços.

No primeiro turno, realizado em 19 de março, Yukanovic obteve 35% dos votos e Milatovic ficou em segundo lugar com 29%.

O resultado da eleição presidencial determinará o equilíbrio de forças antes das eleições legislativas de junho, após meses de bloqueio político depois da queda do governo em agosto.

O DPS encontra-se em um ponto baixo desde que sofreu uma derrota histórica nas eleições parlamentares de 2020.

Yukanovic, de 61 anos, foi colocado no poder em 1991 pelo ex-homem forte de Montenegro da Iugoslávia, Slobodan Milosevic, quando tinha apenas 29 anos.

Mas seu mandato foi atormentado por alegações de corrupção e ligações com o crime organizado, segundo seus críticos.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

alcool-aumenta-mortes-de-russos-na-ucrania,-diz-relatorio

G1 Mundo

Álcool aumenta mortes de russos na Ucrânia, diz relatório

"Ao mesmo tempo em que a Rússia sofreu até 200 mil baixas desde o início da invasão da Ucrânia, uma minoria significativa dessas mortes ocorreram em razão de causas não associadas aos combates", diz o documento. O Ministério destaca que um canal russo de notícias no aplicativo Telegram relatou um número "extremamente alto" de incidentes, crimes e mortes associados ao consumo de álcool entre os soldados russos. "Entretanto, como o […]

today2 de abril de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%