Tocando:

Rádio 97Web

Jornalistas do SportTV usam linguagem neutra para se referir a atleta

Escrito por em 22 de julho de 2021

Depois de contaminar universidades e empresas, a linguagem neutra chegou aos esportes. Conrado Santana, comentarista do Sport TV, e Natália Lara, apresentadora do canal, usaram um pronome “sem gênero” para se referir a Quinn, que joga na seleção canadense, durante a partida de futebol feminino entre Japão e Canadá, na Olimpíada de Tóquio.

Elu está saindo”, disse Santana, ao ser repetido por Lara. “E elu jogou muito bem no meio-campo. Marcou demais. Provavelmente, por isso está sendo substituído. Marcou muito Quinn e está entrando a Rose”, prosseguiu o jornalista. Como os apresentadores explicam, Quinn é “trans não-binária” e não se identifica com o gênero feminino, tampouco com o masculino.

Veja o vídeo

Narrador do Sportv, do grupo Globo, usa pronome neutro “elu” para referir-se à jogadora que alega não ter gênero definido. pic.twitter.com/iG2s7qf1cb

— Fernanda Salles (@reportersalles) July 21, 2021

“Novilíngua”

A linguagem neutra foi tema de uma reportagem publicada na Edição 62 da Revista Oeste. “Trata-se de uma crise da inteligência”, disse Caio Perozzo, especialista em linguagem e professor de literatura do Instituto Borborema. Cíntia Chagas, professora de português, garante que a linguagem neutra marginaliza cegos e surdos e é um desrespeito ao idioma.




Opinião dos visitantes

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *