G1 Santos

Jovem que matou a mãe por herança é preso após três anos foragido

today8 de julho de 2024 4

Fundo
share close

Márcia foi morta em 21 de dezembro de 2020. As imagens do circuito interno de segurança do imóvel foram encontradas dentro do forno do fogão (veja abaixo). A gravação mostra, na data do crime, a mãe e o filho em luta corporal.

Os dois chegaram a cair no chão, e o jovem ficou em cima dela. Ele apertou o pescoço da mãe e, em seguida, começou a dar socos nela.



Imagens mostram momento em que jovem matou a própria mãe em Guarujá

Imagens mostram momento em que jovem matou a própria mãe em Guarujá

Na manhã seguinte, o jovem ainda saiu de casa e retornou (veja vídeo acima), momento em que acionou a polícia dizendo ter encontrado a mãe morta.

O caso foi investigado pela Delegacia Sede de Guarujá. O inquérito policial com o indiciamento foi concluído em 31 de maio de 2021 e encaminhado à Justiça. A prisão temporária de Bruno foi determinada pouco depois.

“Trata-se de crime extremamente grave e o réu não demonstra que pretende cooperar para a aplicação da lei penal. Logo, fica mantida a decisão que decretou a prisão preventiva do acusado”, afirmou a juíza Denise Gomes Bezerra Mota, da 1ª Vara Criminal de Guarujá.

Na foto, Bruno Eustáquio Vieira, procurado pela polícia, e a mãe, morta em dezembro de 2020 — Foto: Arquivo pessoal

À época, em documento enviado ao TJ-SP e obtido pelo g1, o advogado Anderson Real Soares, responsável pela defesa de Bruno, alegou que o laudo necroscópico apresenta contradições e informações incompletas. Ele acrescentou que não há comprovação de que a motivação seria a herança.

Para o advogado, houve cerceamento de defesa, ou seja, quando as provas constatadas no processo não são suficientes para o julgamento.

“Provas produzidas unilateralmente pelos órgãos da acusação penal não servem para o processo penal e não podem basear condenações, muito menos suposições e teorias colocadas pela acusação”, afirmou Anderson.

Jovem acusado de matar a própria mãe fez postagem após o crime em Guarujá, SP — Foto: Reprodução

O TJ-SP, no entanto, discordou da alegação da defesa e manteve a decisão de primeiro grau de que Bruno deve ser levado ao júri.

A defesa ainda pediu que o acusado não seja julgado por feminicídio. De acordo com ele, não há elementos de que a motivação estava relacionada a vítima ser uma mulher ou provas de um histórico de violência doméstica.

O g1 tentou contato com o advogado, mas não o localizou até a última atualização desta reportagem.

Polícia Civil divulgou possíveis disfarces de jovem procurado por matar a mãe — Foto: Polícia Civil/Divulgação

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

motorista-perde-a-direcao-do-veiculo,-invade-obra-do-vlt-e-cai-em-buraco

G1 Santos

Motorista perde a direção do veículo, invade obra do VLT e cai em buraco

O acidente ocorreu na Rua João Pessoa, entre a Rua Braz Cubas e a Avenida Senador Feijó, na manhã desta segunda-feira (8). Em nota, a Prefeitura de Santos explicou que o acidente não impactou o trânsito porque ocorreu em área já interditada, e que o motorista fugiu do local. Segundo a PM, motorista perdeu controle da direção e avançou sobre obras do VLT em Santos (SP) — Foto: Thais Rozo/TV […]

today8 de julho de 2024 2

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%