G1 Santos

Justiça nega liminar de habeas corpus a acusado de matar idoso com voadora no litoral de SP

today13 de junho de 2024 7

Fundo
share close

Após a audiência de custódia, no domingo (9), o Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ-SP) converteu a prisão em flagrante do indiciado para preventiva. A defesa, portanto, entrou com o pedido de liminar, que é uma tentativa judicial provisória para substituir o cárcere por medidas cautelares.

A vítima, Cesar Fine Torresi atravessava a Rua Pirajá da Silva, no bairro Aparecida, entre os carros. Conforme registrado em boletim de ocorrência, ele segurava a mão do neto, de 11 anos, e caminhava pela via enquanto o trânsito estava parado.

Ainda de acordo com o documento, um veículo freou bruscamente, momento em que o idoso apoiou as mãos sobre o capô. O motorista saiu do automóvel e o chutou no peito.



Homem que matou idoso com ‘voadora’ no peito na frente do neto já chamou policiais de medíocres e foi levado à delegacia por desacato — Foto: Reprodução e Reprodução/Facebook

O advogado Eugênio Malavasi alegou que não estavam presentes os requisitos legais que justifiquem a prisão preventiva. Sustentou que a decisão contraria o ordenamento jurídico, já que os argumentos suscitados no pedido são “genéricos”.

Ao ressaltar que Tiago é primário, justificou ainda que ele tem um emprego, é pai de três crianças e faz psicoterapia, além de usar medicamento controlado.

Em decisão da última terça-feira (11), no entanto, Maranzano avaliou que não houve ocorrência de ilegalidade da conversão da prisão. Segundo ele, a medida liminar é reservada para os casos em que há constrangimento ilegal e que, no caso dos autos, essa não é a hipótese.

“Diante do exposto, não constatando qualquer ilegalidade de plano ou constrangimento ilegal indefiro a liminar requerida”, apontou o desembargador na decisão.

Cesar Torresi morreu após levar ‘voadora’ na altura do peito em Santos (SP) — Foto: Arquivo Pessoal

A voadora gerou revolta e motivou discussões de pessoas que passavam pelo local com Tiago, que correu para um estabelecimento comercial, mas foi localizado pela PM.

“Os fatos narrados demonstram, à princípio, indisciplina do investigado e desprezo pelos valores imprescindíveis para a paz social, razão pela de rigor a conversão da prisão em flagrante em preventiva, para preservação da ordem pública”, defendeu a Justiça.

Conforme divulgado pela equipe de reportagem, a Polícia Civil indiciou Tiago por lesão corporal seguida de morte A vítima sofreu um traumatismo craniano ao cair para trás e chegou a ser socorrida em uma unidade de saúde, mas teve três paradas cardíacas e não resistiu.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

policiais-da-rota-matam-dois-suspeitos-em-confronto-em-bar-no-litoral-de-sp

G1 Santos

Policiais da Rota matam dois suspeitos em confronto em bar no litoral de SP

Caso ocorreu no bairro Perequê, em Guarujá (SP). Caso ocorreu em bar no bairro Perequê, em Guarujá (SP) — Foto: Redes sociais Dois homens, de 35 e 40 anos, morreram durante um confronto com policiais militares das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) em Guarujá, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1, nesta quinta-feira (13), a troca de tiros ocorreu dentro de um bar. Uma equipe da Rota […]

today13 de junho de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%