G1 Mundo

Maduro anuncia que Venezuela vai retomar diálogo com os Estados Unidos

today2 de julho de 2024 3

Fundo
share close

Presidente venezuelano disse que nova conversa está marcada para quarta-feira (3). Tentativa de reaproximação acontece a poucas semanas da eleição presidencial.


Maduro em 16 de agosto de 2023 — Foto: REUTERS/Leonardo Fernandez Viloria/File Photo



O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou nesta segunda-feira (1º) que vai retomar o diálogo com os Estados Unidos. Uma nova rodada de conversas está marcada para quarta-feira (3).

A tentativa de reaproximação com os Estados Unidos acontece em meio a sanções norte-americanas contra o setor petrolífero venezuelano. Além disso, o país tem eleições presidenciais marcadas para 28 de julho.

Em um programa de TV, Maduro disse que o diálogo será retomado para que se cumpra um acordo assinado com os Estados Unidos no Catar, em 2023.

O presidente venezuelano disse ainda que as conversas devem ser retomadas “com respeito e sem manipulações”. Maduro defendeu que os diálogos sejam públicos e “sem especulações”.

“Vamos debater e buscar novos acordos para que tudo seja cumprido, o que foi assinado no Catar. Quero diálogo, quero entendimento, quero futuro para nossas relações, quero mudanças, isso sim, sob a soberania absoluta e a independência”, disse.

Maduro afirmou que a retomada das conversas atende a uma proposta feita pelos Estados Unidos, aceita pela Venezuela após “pensar durante dois meses”.

O acordo entre Venezuela e Estados Unidos abrange a troca de prisioneiros. Em dezembro de 2023, os Estados Unidos libertaram Alex Saab — um forte aliado de Maduro e apontado como “laranja” do presidente venezuelano.

Por outro lado, a Venezuela concordou em entregar aos Estados Unidos 28 réus, 10 americanos e 18 venezuelanos.

Os Estados Unidos condicionaram a retirada das sanções à habilitação de todos os opositores de Maduro para as eleições. O governo da Venezuela considerou a ação como uma forma de “tutelagem”.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

o-assunto-#1.247:-franca:-avanco-da-extrema-direita-e-futuro-incerto

G1 Mundo

O Assunto #1.247: França: avanço da extrema direita e futuro incerto

O 1° turno das eleições parlamentares colocou a extrema direita em primeiro lugar, muito perto de formar maioria e conseguir controlar o legislativo francês. Agora, o centro (ligado ao presidente Emmanuel Macron) e a esquerda costuram um acordo para tentar barrar o avanço do partido comandado por Marine Le Pen. O resultado dessa eleição antecipada tem gosto de mais uma derrota para o presidente francês - que fez uma manobra […]

today2 de julho de 2024 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%