G1 Santos

Mãe de criança de dois anos atacada por pitbull em supermercado relembra ‘momentos de terror’

today6 de julho de 2024 4

Fundo
share close

“O cachorro ia matar meu filho […]. Meu pai levou mais umas seis mordidas”, disse.

Jéssica contou que o filho, o pai e o marido foram socorridos pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) no Atacadão, na Avenida Nossa Senhora de Fátima. Os três foram atendidos na UPA Zona Noroeste na tarde de 29 de junho.

Foram momentos de terror. Quando eu vi, meu pai [estava] gritando, meu marido puxando o cachorro pela cintura e não conseguia. Começou a gritaria. Puxei meu filho pelo braço, a roupa rasgou e a gente caiu no chão”, relembrou ela.



A Polícia Militar havia informado ao g1 que o cachorro estava perdido e ficou sob os cuidados do estabelecimento. Procurado, o Atacadão não se posicionou sobre o que ocorreu com o animal.

Em nota, a Prefeitura de Santos disse que o Samu socorreu as três vítimas e as encaminhou à UPA da Zona Noroeste. Em relação ao animal, disse que a Secretaria de Meio Ambiente não foi acionada.

Pitbull feriu criança de dois anos (à esq.) e idoso de 61 (à dir.) em Santos (SP) — Foto: Arquivo pessoal

O pai de Jéssica, Adonelo Vieira, de 61 anos, teve ferimentos nas mãos, barriga, cintura e joelho. A criança sofreu uma fratura na costela direita e o marido, de 37, um machucado no dedo.

“Meu pai enfiou a mão na boca do cachorro para o cachorro soltar o meu filho. Ele enfiou a mão de um lado e, meu marido, do outro”, disse ela.

Jéssica explicou que estava com a família em uma lanchonete no interior do mercado e que o filho foi atacado no momento em que se levantou da mesa para ir atrás do pai, que se encaminhava ao balcão do comércio para pegar um refrigerante.

“Eu corri, puxei meu filho pelo braço e caí no chão, porque rasgou a roupa [do menino]”, disse Jéssica, que tentou salvar o garoto, mas não conseguiu.

Blusa de frio da criança ficou rasgada após o ataque em Santos (SP) — Foto: Arquivo pessoal

Segundo a mãe, o pitbull fez menção de avançar no pescoço do filho, momento em que o avô se colocou na frente e acabou mordido na barriga.

O animal soltou a criança, que foi socorrida por Jéssica. A mulher contou ter corrido com o filho para a cozinha da lanchonete em busca de ajuda.

Cachorro estava perdido, diz PM

Em nota, a Polícia Militar disse ter sido acionada por volta de 14h20 e que a ocorrência foi apresentada na Central de Polícia Judiciária (CPJ) de Santos.

De acordo com a Polícia Militar, a equipe acionada para a ocorrência constatou que o pitbull estava perdido. Jéssica destacou que funcionários do mercado disseram que o cachorro estava lá desde a manhã do sábado. Ela não sabe a quem pertence ao animal e contou estar traumatizada.

Em nota, o Atacadão lamentou o ocorrido e informou ter prestado os primeiros socorros e acionado o Samu para atender a família. “Estamos em contato com os familiares desde o incidente, oferecendo toda assistência necessária neste momento.”

Pai da criança, de 37 anos (foto à esq.), ficou com dedo da mão sangrando no ataque — Foto: Arquivo pessoal

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

aranhas-mais-perigosas-do-mundo-fazem-vitimas-no-interior-e-litoral-de-sp;-entenda

G1 Santos

Aranhas mais perigosas do mundo fazem vítimas no interior e litoral de SP; entenda

Três das aranhas mais perigosas do mundo podem ser encontradas no Brasil e causar acidentes graves em seres humanos, como necrose da pele, amputação de membros e até levar à morte, de acordo com o Ministério da Saúde. Em 2024, já foram registrados 149 acidentes com aracnídeos na Baixada Santista, no litoral de São Paulo, e Vale do Ribeira, no interior do estado. De acordo com o Centro de Vigilância […]

today6 de julho de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%