G1 Mundo

Mais de 100 escolas são fechadas por ameaça de bomba na Bulgária

today28 de março de 2023 11

Fundo
share close

A maioria das ameaças recebidas na terça-feira foram dirigidas a escolas na capital, Sófia, e nos portos do Mar Negro de Varna e Burgas. Os alunos deixaram a escola e a polícia interveio para procurar explosivos.

Nenhuma bomba foi encontrada até agora, disseram as autoridades.

O ministro do Interior, Ivan Demerdzhiev, disse que agências parceiras na Europa e nos Estados Unidos estão ajudando a estabelecer a origem das ameaças. Avisos com palavras semelhantes foram enviados a escolas de outros países europeus.



A série de ameaças de bomba ocorre em meio aos preparativos para as eleições gerais da Bulgária no domingo (2). A maior parte dos locais de votação fica em escolas.

Yavor Kolev, especialista em crimes cibernéticos, acha que as ameaças de bomba provavelmente estavam ligadas a um grupo de hackers envolvido em extremismo político.

“São grupos de hackers engajados em extremismo político, incutindo pânico e medo na sociedade. Pela análise dos materiais publicados na mídia, posso concluir que o ataque é estrangeiro e provavelmente vindo da Federação Russa”, disse Kolev à Rádio Nacional da Bulgária.

As autoridades búlgaras planejam revisar os protocolos de análise de perigos potenciais antes de prosseguir com o fechamento temporário de instituições públicas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

bombeiro-que-resgatou-garota-presa-em-‘caverna’-apos-cair-da-moto-aquatica-gritou:-‘nao-desiste-agora’

G1 Santos

Bombeiro que resgatou garota presa em ‘caverna’ após cair da moto aquática gritou: ‘não desiste agora’

O guarda-vidas que se 'atirou' no mar para salvar uma adolescente de 14 anos, que ficou presa em uma 'caverna' na costa rochosa em Guarujá, no litoral de São Paulo, após cair da moto aquática pela força das ondas, lembra cada detalhe do salvamento. Ao g1, Rafael Menezes Ribeiro contou que a vítima estava machucada e que foi preciso 'motivá-la' para garantir o resgate. "Eu preciso de você. Não desiste […]

today28 de março de 2023 40

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%