G1 Mundo

Mais de 200 pessoas morrem tentando chegar na costa da Tunísia em dez dias, diz governo

today28 de abril de 2023 10

Fundo
share close


Mais de 200 refugiados e migrantes morreram ao longo desta semana tentando entrar na Tunísia, no norte da África, de barco, de acordo com o governo do país.

Só nesta sexta-feira (28), 41 corpos foram encontrados em águas do país. Segundo a Guarda Nacional, as pessoas estavam em uma embarcação que virou e morreram afogadas.



Com as novas vítimas, subiu para 210 o número de refugiados e migrantes mortos em naufrágios na costa do país nos últimos dez dias.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!

Você deseja continuar recebendo este tipo de sugestões de matérias?




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

presidente-do-conselho-da-bbc-se-demite-apos-denuncia-de-facilitar-emprestimo-a-boris-johnson

G1 Mundo

Presidente do conselho da BBC se demite após denúncia de facilitar empréstimo a Boris Johnson

O presidente do conselho da rede britânica BBC, Richard Sharp, anunciou sua renúncia nesta sexta-feira (28) após uma denúncia de que ele facilitou um empréstimo para o ex-primeiro-ministro do Reino Unido Boris Johnson quando era diretor de um banco. Segundo uma investigação do órgão fiscalizador de nomeações públicas do governo britânico, a suspeita é que Sharp, que era banqueiro antes de assumir a rede pública, violou as regras para nomeações […]

today28 de abril de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%