G1 Mundo

Manifestações a favor dos palestinos pelo mundo juntam milhares de pessoas; veja fotos

today22 de outubro de 2023 4

Fundo
share close

A mais recente disputa entre Israel e o grupo terrorista Hamas começou em 7 de outubro, quando o Hamas realizou um ataque-surpresa contra Israel. Essa foi a mais violenta ação contra o território israelense dos últimos 50 anos. Os serviços de inteligência do país não conseguiram antecipar que uma ofensiva dessa magnitude estava sendo preparada. Diante da ofensiva do Hamas, o governo israelense iniciou uma retaliação. Cerca de 1.400 pessoas morreram no ataque do Hamas a Israel. O Ministério da Saúde de Gaza afira que 4.385 pessoas morreram no território desde o começo do conflito.

Houve manifestações públicas nas seguintes cidades:

  • Nova York (EUA);
  • Bucareste (Romênia);
  • Londres (Reino Unido);
  • Bangkok (Tailândia);
  • Sydney, (Austrália);
  • Christchurch (Nova Zelândia);
  • Carachi (Paquistão);
  • Pristina (República do Kosovo);
  • Pretória (África do Sul);
  • Laore (Paquistão);
  • Jacarta (Indonésia);
  • Lisboa (Portugal)



Uma das maiores foi em Londres, no Reino Unido, onde cerca de 100 mil pessoas participaram de uma manifestação na região central da cidade. Eles pela capital britânica para exigir um cessar-fogo imediato em Gaza, após o ataque do Hamas contra Israel duas semanas atrás.

Entoando “Palestina Livre”, com cartazes e bandeiras palestinas, os manifestantes se locomoveram por Londres antes de se juntarem em Downing Street, residência oficial e gabinete do primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak.

“Como uma palestina que gostaria de voltar para casa um dia, como uma palestina que tem irmãos e irmãs em Gaza, e família, eu gostaria que pudéssemos fazer mais, mas protestar é o que podemos fazer neste momento”, disse uma mulher, que se recusou a dar seu nome, à Reuters.

A polícia alertou antes da manifestação que qualquer pessoa expressando apoio ao Hamas, banido no Reino Unido como uma organização terrorista, poderia ser preso, e que incidentes de crime de ódio não seriam tolerados.

O protesto parecia pacífico.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

caminhoes-de-ajuda-humanitaria-que-entraram-em-gaza-nao-levaram-combustivel-para-geradores

G1 Mundo

Caminhões de ajuda humanitária que entraram em Gaza não levaram combustível para geradores

"Apelamos à comunidade internacional e ao Egito para que trabalhem imediatamente para trazer combustível e necessidades emergenciais de saúde antes que mais vítimas sejam perdidas nos hospitais", disse o comunicado. O grupo terrorista Hamas controla Gaza, e o Ministério da Saúde do território é ligado ao Hamas. O motivo pelo qual há restrições para a entrada de combustíveis é que o material também pode ser usado em armas e foguetes. […]

today22 de outubro de 2023 6

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%