G1 Santos

Meca Santista é o prato oficial da cidade de Santos e que conquista paladares; veja a história e a receita

today20 de outubro de 2023 4

Fundo
share close

Em 2005, a Secretaria de Turismo realizou uma pesquisa que a apontou a meca como o peixe mais procurado pelos turistas. O palmito pupunha e a banana também foram lembrados por serem produtos muito encontrados da região.

“Não é um peixe (meca) muito difundido nos outros locais. A banana, claro, tem uma ligação muito grande com a cidade e com a região. Os sítios de bananicultores, a produção de bananas sempre foi muito forte na região. E, o palmito pupunha tem essa pegada, essa ligação muito grande também”, explicou Marcelo Fachada, assessor especial da Secretaria de Empreendedorismo, Economia Criativa e Turismo de Santos.

Com esses ingredientes, em 2005, o chef Rodrigo Anunciato desenvolveu o prato. Ele preparou o peixe grelhado, conhecido como espadarte, valorizando suas características. Considerada a ‘picanha do mar’, a meca tem uma textura macia e consistente, além de ser muito saborosa.



O palmito pupunha traz uma crocância à cremosidade de um bom risoto. Já a farofa recebe a banana da terra, um ingrediente que faz referência à cultura regional, e deixa a mistura mais sequinha e nutritiva. A união de texturas e sabores fez da Meca Santista um prato único, símbolo da cidade.

“A gente começou a trabalhar isso também como uma ferramenta de marketing para quando os turistas chegassem em Santos, eles experimentassem o prato. […] A gente chamou de prato turístico”, explica Fachada.

Em 2005, o chef Rodrigo Anunciato elaborou a Meca Santista, o prato oficial de Santos — Foto: Arquivo/Prefeitura de Santos

Na época, a receita foi ensinada para cerca de 40 restaurantes do município, por meio de workshops conduzidos por Anunciato. O evento foi promovido pela Universidade Católica de Santos, pela Prefeitura de Santos e pelo Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares da Baixada Santista e Vale do Ribeira.

Chefs e cozinheiros se mostraram bem interessados em conhecer o preparo e colocar a Meca Santista no cardápio. Com o tempo, os restaurantes da cidade desenvolveram algumas versões diferentes, sempre tendo os ingredientes principais como ponto de partida.

Meca santista é o prato oficial da cidade de Santos, que é servido no restaurante-escola Estação Bistrô — Foto: Mariane Rossi/g1

Cerca de 18 anos após a criação, a Meca Santista ainda é um sucesso. Santistas e turistas têm o prazer de degustar o prato. É uma boa maneira de conhecer um pouco da tradição e da cultura da região em deliciosas garfadas.

“Pegou muito. Muitos restaurantes até hoje continuam com ela no cardápio e tem essa procura pela meca santista” , disse Fachada.

Os turistas que passeiam pelo Centro Histórico de Santos colocam no roteiro uma paradinha no Estação Bistrô para provar a Meca Santista. O restaurante-escola é uma parceria entre a Universidade Católica de Santos e a Prefeitura de Santos e tem como o objetivo qualificar jovens em condições de vulnerabilidade social.

Há 11 anos, o prato da cidade é servido no restaurante. “Tentamos manter a receita da Meca Santista, o mais fidedigna, o mais original possível. E ensinar a fazer o prato turístico da cidade da melhor forma possível”, falou o coordenador do restaurante-escola, Anderson Santana.

Segundo ele, fora da temporada, são consumidos cerca de 60 kg de meca por mês no local. Já em meses como janeiro e julho, quando o movimento é maior, a quantidade chega a dobrar. O prato é um dos mais pedidos do restaurante-escola, representando cerca de 10% das vendas.

“Ele é um campeão de vendas. É um prato que está conosco há 11 anos e acho que vai ficar conosco durante toda a nossa parceria”, disse Anderson.

Restaurantes da cidade desenvolveram algumas versões diferentes da Meca Santista — Foto: Guilherme Lucio da Rocha/G1

O chef de cozinha Júnior Monteiro aprendeu a fazer a Meca Santista com o chef Rodrigo Anunciato. Ele diz que mantém o preparo do prato da cidade da mesma forma até hoje, respeitando a criação e a tradição. Além disso, ele também é o responsável por ensinar os novos cozinheiros do restaurante-escola a fazerem o prato e, assim, a disseminarem a cultura gastronômica santista.

O g1, o chef Júnior explicou todos os passos das três etapas do prato: a meca, o risoto de palmito pupunha e da farofa de banana da terra (veja abaixo a receita por escrito ou no vídeo no início da reportagem).

Chef de cozinha Júnior Monteiro ensina a fazer a Meca Santista — Foto: Fábio Pires

Confira abaixo a receita completa do prato Meca Santista:

  • 1 posta de meca de 500g
  • 1 dente de alho amassado
  • 1 colher de sopa de azeite
  • 1 colher de sopa de manteiga
  • ½ limão sal e pimenta branca a gosto
  • 2 camarões limpos
  • salsinha picada a gosto

Modo de preparo: Retire o osso da meca e separe a posta em filés. Tempere com alho, sal e limão. Em uma frigideira quente, coloque azeite e manteiga, apenas para grelhar. Separe. Corte os camarões ao meio, mas sem se separar da cauda. Tempere com sal e pimenta, frite levemente e coloque sobre o filé da meca.

Meca santista leva risoto de palmito pupunha, farofa de banana da terra e meca grelhada com camarões — Foto: Mariane Rossi/g1

  • 2 colheres de sopa de cebola picada
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 1 xícara de chá de arroz
  • 3 xícaras de chá de água fervente
  • 2 cubos de caldo de legumes
  • ½ xícara de chá de cenoura ralada
  • 300 gramas de pupunha em cubos
  • 2 colheres de sopa de manteiga
  • 100 gramas de queijo parmesão fresco (ralado grosso)
  • sal a gosto

Modo de preparo: Dissolva os cubos de caldo de legumes nas três xícaras de água fervente e reserve, mantendo quente. Refogue a cebola picada no azeite. Quando estiver transparente, acrescente o arroz. Despeje um terço do caldo de legumes e, com o fogo baixo, deixe cozinhar destampado. Coloque a pupunha em cubos.

Quando estiver quase seco, acrescente metade do caldo e mexa algumas vezes, para não grudar no fundo da panela. Quando secar novamente, adicione o resto do caldo, a cenoura e mexa. Assim que estiver quase sem água, retire a panela do fogo, acrescente a manteiga, que deve estar gelada, e o parmesão. Mexa e sirva imediatamente.

  • 2 colheres (sopa) de cebola ralada
  • 1 dente de alho amassado
  • ½ xícara de bacon e linguiça calabresa em cubinhos
  • 1 banana da terra pequena cortada em meia lua
  • 1 xícara de farinha de mandioca grossa crua
  • 1 ovo cozido em cubinhos
  • Sal, salsinha e cebolinha verde a gosto
  • Azeite e manteiga para refogar

Modo de preparo: Refogue o bacon e a linguiça em azeite e manteiga. Junte a cebola e o alho. Quando estiverem dourados, coloque a banana. Deixe dourar. Em seguida, adicione a farinha e mexa. Desligue o fogo e junte a salsa, o sal, o ovo e a cebolinha.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

pat-guaruja-oferta-59-vagas-de-emprego-neste-sabado-(21)

Prefeitura de Guarujá

PAT Guarujá oferta 59 vagas de emprego neste sábado (21)

 Abaixo, veja as exigências de cada chance e como concorrer a cada uma 10 vagas – Técnico de Enfermagem Experiência: Não exigida Escolaridade: Ensino Médio Completo  Obs: Estar com o COREN Ativo 10 vagas – Ajudante de Cozinha Experiência com comprovação em carteira                 Escolaridade: Não exigida 10 vagas – Meio Oficial de Cozinha Experiência com comprovação em carteira                 Escolaridade: Ensino Médio Completo 10 vagas – Cozinheiro Experiência com comprovação em carteira                 Escolaridade: Ensino Médio Completo 06 vagas […]

today20 de outubro de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%