Gospel Prime

Médicos recomendam ir à Igreja em meio a “epidemia de solidão”

today19 de julho de 2023 10

Fundo
share close

O Cirurgião Geral dos Estados Unidos afirma que a solidão agora é uma ameaça à saúde pública tão grave quanto fumar e a obesidade. Para muitos americanos, a solidão pode se tornar um segredo doloroso, revelou o Dr. Vivek Murthy, Cirurgião Geral dos EUA, que também passou por essa experiência pessoalmente.

“Este é um problema com o qual muitas pessoas lutam às escondidas porque se sentem envergonhadas. E isso também era verdade para mim. Foi minha esposa Alice que interveio e disse: ‘Ei, estou preocupada com você porque você não está se aproximando das pessoas. Você não está socializando com seus amigos’”, lembrou o Dr. Murthy.

Nesse sentido, assim como muitas pessoas, o Dr. Murthy experimentou a solidão quando criança e novamente na idade adulta. No mês passado, ele divulgou um novo Aviso do Cirurgião Geral chamando a atenção para a crise de saúde pública da solidão, isolamento e falta de conexão em nosso país.

Assim, Dr. Murthy afirmou que a solidão aumenta o risco de doenças físicas, como doenças cardíacas, demência e derrame, além de problemas mentais, incluindo depressão, ansiedade e suicídio. A possibilidade de morte prematura devido à solidão pode ser equivalente ao consumo diário de 15 cigarros e pode representar um risco maior à saúde do que viver com obesidade.

Além disso, Murthy disse que cerca de metade dos adultos está lidando com a solidão e um número ainda maior de crianças também. Isso pode ser surpreendente, dado o fato de que muitos jovens estão conectados frequentemente com seus pares online. No entanto, Murthy afirmou que a tecnologia serve como um substituto inadequado para a conexão presencial.



Desse modo, especialistas em saúde mental, como o psiquiatra Daniel Amen, acreditam que as redes sociais podem ser viciantes e, portanto, preveem que o problema só vai piorar.

“Eu realmente acredito que estamos no início de uma onda de problemas cerebrais e de saúde mental em jovens, e isso ocorre porque estamos mais desconectados do que nunca, desconectados de nossas próprias famílias, porque quando as pessoas estão juntas, seus rostos estão enterrados em seus dispositivos”, disse o Dr. Amen de acordo com CBN News.

Por fim, o Dr. Amen afirmou que a solidão já era um problema sério na América antes da pandemia, mas os bloqueios relacionados à COVID-19 tornaram a solidão “exponencialmente pior”. Ele destaca que muitas pessoas continuam isoladas daqueles com quem interagiam antes da pandemia. Portanto, ele recomenda minimizar o tempo de tela e maximizar as interações presenciais.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

justica-nega-recurso-de-coronel-da-pm-acusado-de-assediar-soldado-e-mantem-condenacao-de-prisao

G1 Santos

Justiça nega recurso de coronel da PM acusado de assediar soldado e mantém condenação de prisão

“O processo foi para segunda instância, para o devido julgamento. [...] Por votação unânime, 3 a 0, não foi dado provimento ao recurso, quer dizer, o recurso dele não foi aceito e a condenação de primeiro grau foi mantida”, explicou o advogado de Jéssica, Sidnei Henrique. De acordo com ele, não há mais discussão em relação ao assédio. “É quase impossível ele reverter essa condenação porque as provas que a […]

today19 de julho de 2023 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%