G1 Mundo

Membros de grupo de extrema direita são julgados na França por querer atentar contra Macron

today18 de janeiro de 2023 11

Fundo
share close

O tribunal correcional de Paris julga 11 homens e duas mulheres, com idades entre 26 e 66 anos, que podem receber sentenças de até 10 anos de prisão.

A investigação começou em outubro de 2018 com base em informações de inteligência de que Jean-Pierre Bouyer queria matar Macron no leste da França. O ativista de extrema direita, segundo essas informações, planejava fazê-lo em 11 de novembro, no centenário do armistício da Primeira Guerra Mundial.

Emmanuel Macron, presidente da França — Foto: Gonzalo Fuentes/Reuters



O momento era de tensão social. O aumento dos preços dos combustíveis gerou protestos que incentivaram o movimento dos “coletes amarelos” em novembro.

Em 6 de novembro, os investigadores prenderam Bouyer e três outras pessoas no nordeste da França e apreenderam armas e munições em sua casa.

Nos meses seguintes, foram presos outros membros do grupo de extrema direita Barjols, criado no Facebook em 2017. Bouyer era seu número dois.

Macron divulga vídeo de ligação que fez para cumprimentar Lula

Macron divulga vídeo de ligação que fez para cumprimentar Lula

Em março de 2020, Denis Collinet, fundador do grupo adepto da teoria conspiratória da “grande substituição” de europeus brancos por migrantes, foi preso.

Segundo a promotoria, os acusados participaram de reuniões com ares paramilitares em 2017 e 2018, nas quais mencionaram “explodir” mesquitas e perpetrar um golpe de Estado.

Nenhum desses planos, que incluíam também o sequestro de deputados e o assassinato de migrantes, foi concretizado.

Advogados de defesa denunciam o caso como baseado na “ficção de um movimento de ação violenta” e pedem para contextualizá-lo nos protestos da época.

O julgamento seguirá até 3 de fevereiro.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

entenda-o-que-levou-a-queda-da-ministra-da-defesa-da-alemanha

G1 Mundo

Entenda o que levou à queda da ministra da Defesa da Alemanha

O socialdemocrata Boris Pistorius, que era o mais cotado para assumir a pasta, foi anunciado no para substituir Christine Lambrecht nesta terça-feira (17). Lambrecht ficou conhecida internacionalmente em janeiro de 2022, quando anunciou orgulhosamente a doação de 5 mil capacetes militares alemães para a Ucrânia, num momento em que as tropas russas cercavam as fronteiras daquele país. A doação foi chamada pelo governo polonês de "piada". Já o prefeito de […]

today18 de janeiro de 2023 19

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%