G1 Mundo

Milei não vai à Reunião de Cúpula do Mercosul, diz porta-voz

today1 de julho de 2024 4

Fundo
share close

Manuel Adorni confirmou nesta segunda (1º) que o presidente argentino não pretende comparecer à reunião de líderes do bloco, que vai acontecer em Assunção, no Paraguai, neste final de semana.


Javier Milei da Argentina — Foto: Reuters/Via BBC



O presidente da Argentina, Javier Milei, não vai comparecer à Reunião de Cúpula do Mercosul, que ocorrerá nesta semana em Assunção. A informação foi confirmada pelo porta-voz da Casa Rosada, Manuel Adorni, nesta segunda-feira (1º).

Criado em 1991, o Mercosul busca garantir a integração entre países da região, implementando parcerias em nível comercial, político e diplomático, além de aumentar os investimentos. Integram o Mercosul a Argentina, Bolívia, Brasil, Paraguai e Uruguai. A Venezuela está em processo de adesão ao bloco.

Adorni disse também que Milei vai viajar ao Brasil neste fim de semana, mas não se encontrará com Lula. O presidente argentino vai participar da Conferência de Ação Política Conservadora (CPAC), que será realizada em Balneário Camboriú, em Santa Catarina, nos dias 6 e 7. O evento de conservadores prevê palestras de políticos de direita e extrema-direita, como o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

O porta-voz de Milei disse, no entanto, que “não há confirmação alguma” se o argentino encontrará com Bolsonaro durante o evento. Desde que subiu ao poder, em dezembro de 2023, Milei atacou Lula várias vezes, chamando-o de “comunista raivoso” e “corrupto”. Lula disse na semana passada que ele e Milei ainda não se encontraram e que espera um pedido de desculpas primeiro.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

como-funcionam-as-eleicoes-parlamentares-francesas,-disputadas-em-dois-turnos

G1 Mundo

Como funcionam as eleições parlamentares francesas, disputadas em dois turnos

Em seguida, a Nova Frente Popular, um grande bloco de partidos de esquerda, ficou em segundo lugar, com 28% dos votos, e o bloco centrista do presidente francês, Emmanuel Macron, terminou em terceiro lugar, com 20% dos votos. Esses resultados, no entanto, não definem a composição final dos assentos no Legislativo. O resultado só será conhecido após o segundo turno, a ser realizado já no próximo domingo (7). Na França, […]

today1 de julho de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%