G1 Mundo

Militares norte-coreanos ficam feridos em explosão de minas na fronteira com a Coreia do Sul

today18 de junho de 2024 12

Fundo
share close

As forças da Coreia do Sul afirmaram que existe a possibilidade de que alguns soldados do Norte tenham morrido.

A Coreia do Sul disse ainda que o Norte voltou a instalar minas terrestres nas proximidades da fronteira após terem abandonado um acordo assinado em 2018, que tinha como o objetivo reduzir tensões na região.

Já na manhã de terça-feira (18), pelo horário local (noite de segunda-feira no Brasil), entre 20 e 30 soldados norte-coreanos ultrapassaram a linha que separa as duas Coreias. Isso fez com que os militares sul-coreanos disparassem tiros de aviso.



Esta é a segunda vez que um incidente do tipo acontece em menos de 10 dias.

Segundo o Exército da Coreia do Sul, aparentemente, a invasão foi acidental. Os soldados norte-coreanos retornaram para o Norte assim que receberam o aviso dos militares do Sul.

Coreia do Norte e Coreia do Sul travam a batalha dos balões

Coreia do Norte e Coreia do Sul travam a batalha dos balões

Os últimos incidentes na DMZ acontecem em meio a uma escalada de tensões entre as duas Coreias. Atualmente, os dois países trocam acusações e travam uma “guerra” sobre envio de balões.

Recentemente, a Coreia do Norte enviou centenas de balões com lixo e fezes para o Sul. No fim de maio, o governo de Pyongyang disse que a ação era uma retaliação ao envio de balões de ativistas sul-coreanos.

Já no início de junho balões com dinheiro, pen-drives com música sul-coreana e panfletos com mensagens contrárias ao regime de Kim Jong-un viajaram da Coreia do Sul para o Norte. A ação foi promovida por ativistas, mas é desencorajada pelo governo sul-coreano.

O envio de balões entre os dois países levou a Coreia do Sul a suspender um acordo de 2018 para reduzir as tensões com a Coreia do Norte. Com isso, atividades militares foram retomadas na região de fronteira.

As duas Coreias estão tecnicamente em guerra, mesmo com um armistício assinado na década de 1950. O acordo de 2018 pretendia reduzir as tensões na península e evitar uma escalada militar, principalmente ao longo da fronteira.

O anúncio da suspensão do tratado enfureceu Pyongyang, que alertou que Seul estava criando uma “nova crise”. No entanto, a própria Coreia do Norte já havia congelado o acordo em 2023, após o lançamento de um satélite militar.

VÍDEOS: mais assistidos do g1




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

prf-apreende-mais-de-500-celulares-sem-nota-fiscal-com-pms-na-rodovia-regis-bittencourt,-sp

G1 Santos

PRF apreende mais de 500 celulares sem nota fiscal com PMs na Rodovia Régis Bittencourt, SP

Produtos estavam em um carro que passou pelo trecho da rodovia, na altura de Cajati (SP), em alta velocidade, o que chamou a atenção dos agentes. Mais de 500 celulares foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Rodovia Régis Bittencourt, em Cajati (SP) — Foto: Carlos Abelha/g1 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu mais de 500 celulares sem nota fiscal com dois policiais militares na Rodovia Régis Bittencourt, na […]

today17 de junho de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%