G1 Mundo

Ministro é agredido por motoristas de ônibus que pedem por segurança em Buenos Aires

today4 de abril de 2023 17

Fundo
share close

Sergio Berni, ministro da Segurança da província de Buenos Aires, na Argentina, foi agredido nesta segunda-feira (3) quando estava em meio a uma multidão de motoristas de ônibus que protestavam e pediam mais segurança após um colega ter sido assassinado durante um assalto.

O ministro foi agredido com socos e pedradas. Os motoristas iniciaram uma greve e bloquearam uma rodovia na periferia da capital do país.

Daniel Barrientos, colega dos motoristas, morreu após levar um tiro no peito durante a madrugada. Ele dirigia no município de La Matanza, um dos mais inseguros dos arredores de Buenos Aires, quando foi abordado por criminosos.



O ministro chegou à região de helicóptero para falar com os manifestantes. De repente, vários deles correram para cima de Berni atirando pedras. Alguns conseguiram acertá-lo, fazendo-o sangrar pelo nariz, cena que foi registrada pelos jornalistas presentes no local.

Encostado a uma parede e protegido por alguns policiais, jornalistas e manifestantes que tentavam acalmar os mais violentos, Berni afirmou que entendia a indignação dos motoristas e “o problema que enfrentam todos os dias”.

Sergio Berni, ministro da Segurança da província de Buenos Aires, ao centro, é levado de um protesto em Buenos Aires, segunda-feira, 3 de abril de 2023. — Foto: AP Foto/Andrés Pelozo

“Estou aqui mostrando a cara”, disse o ministro provincial, que foi repreendido por seus agressores que o chamaram de “mentiroso” porque, segundo disseram, ele não aplicou medidas de segurança para combater o crime, uma das maiores preocupações dos argentinos, segundo pesquisas.

São frequentes as agressões violentas a passageiros de ônibus que trafegam na região metropolitana de Buenos Aires.

Após alguns minutos, Berni foi retirado do local pela polícia, que reprimiu os manifestantes. O ministro chegou a brigar com os policiais porque não queria sair do local onde tentava dialogar com seus agressores.

O ministro, que esteve à frente da Secretaria de Segurança Nacional durante parte do mandato da atual vice-presidente, Cristina Kirchner, é apelidado de “Super Berni” por suas fortes declarações e aparições na mídia em megaoperações de segurança que incluem o uso de helicópteros e imponentes vans da polícia.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ministra-da-franca-sai-na-capa-da-revista-‘playboy’-e-e-criticada-por-colegas-de-governo

G1 Mundo

Ministra da França sai na capa da revista ‘Playboy’ e é criticada por colegas de governo

A ministra de Economia Social da França, Marlene Schiappa, de 40 anos, estrelou a capa da edição de abril da versão francesa da "Playboy". A aparição rendeu críticas de colegas de governo (leia mais abaixo). A ministra afirmou a um canal de TV local que os corpos de mulheres deveriam ser expostos em qualquer local. (CORREÇÃO: Ao ser publicada, esta reportagem trazia uma foto que mostrava a ministra de corpo […]

today4 de abril de 2023 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%