G1 Mundo

Ministros do G7 pedem pausas humanitárias em Gaza; Otan afirma que apoia a ideia

today9 de novembro de 2023 5

Fundo
share close

Ministros das Relações Exteriores do G7 pediram nesta quarta-feira (8) pausas humanitárias na guerra entre Israel e Hamas para permitir a entrada de ajuda e a libertação de reféns, e defenderam o retorno a um “processo de paz mais amplo”, no momento em que forças israelenses continuam a atacar a Faixa de Gaza.

O G7 é composto por Reino Unido, Canadá, França, Alemanha, Itália, Japão e EUA.

Ao final de uma reunião de dois dias em Tóquio, o Grupo dos Sete afirmou em uma declaração conjunta que Israel tem o direito de se defender, ao mesmo tempo em que ressaltou a necessidade de proteger os civis e de cumprir a lei humanitária internacional.



“Apoiamos pausas e corredores humanitários para facilitar a assistência urgentemente necessária, a movimentação de civis e a libertação de reféns.”

Perguntado se todos os membros do G7 estavam pedindo uma pausa humanitária ou se alguns defendiam um cessar-fogo total, o secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, disse que a declaração “reflete com muita precisão” o que foi discutido e que havia “unidade real” entre o bloco.

Otan também diz apoiar pausa

Jens Stoltenberg, o secretário-geral da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) afirmou nesta quarta-feira (8) que os aliados da entidade apoiam pausas humanitárias para que itens de ajuda humanitária possam ser enviados aos palestinos na Faixa de Gaza.

O grupo terrorista Hamas desencadeou a guerra mais recente com um ataque ao sul de Israel em 7 de outubro, matando 1.400 pessoas e fazendo cerca de 240 reféns.

Desde então, o bombardeio israelense em Gaza já matou mais de 10 mil palestinos, de acordo com os dados do Ministério da Saúde de Gaza, que é um órgão controlado pelo Hamas. Esse número não foi verificado de forma independente.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ivanka,-filha-de-donald-trump,-diz-em-julgamento-de-fraude-em-ny-que-nao-se-lembra-de-detalhes-de-acordos

G1 Mundo

Ivanka, filha de Donald Trump, diz em julgamento de fraude em NY que não se lembra de detalhes de acordos

A grande questão do julgamento é se os valores dos bens das empresas foram calculados de forma exagerada nos balanços contábeis. Os filhos de Trump Donald Trump Jr. e Eric Trump testemunharam na semana passada e disseram que não tinham relação com a forma como os valores foram calculados. Ivanka também tentou se distanciar dessas operações. Trump, pelo contrário, reconheceu que algumas das avaliações de campos de golfe, torres de […]

today9 de novembro de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%