G1 Mundo

‘Momentos tensos’, diz boliviana após tentativa de golpe de Estado

today27 de junho de 2024 8

Fundo
share close

Claudia, que fala português, morou no Brasil e se formou em relações públicas pela Universidade Federal de Alagoas (Ufal). Em vídeo enviado ao g1, ela falou sobre o clima em La Paz.

“A gente vivenciou alguns momentos tensos pelos problemas que aconteceram hoje na cidade, porém, agora, perto das sete da noite, está tudo tranquilo. Eu moro no bairro chamada Irpav, onde está localizado o quartel do Exército, e agora está tudo tranquilo”.

Claudia disse que estava na rua quando os militares tentaram dar o golpe, mas que o controle maior por parte do Exército ficou restrito à praça sede da Presidência, que foi ocupada por militares armados e tanques.



“Na hora da tentativa do golpe tinha um pouco de controle por parte dos militares, mas está tudo tranquilo agora. As ruas estão liberadas. Na hora algumas pessoas foram para o supermercado comprar comida e outras foram sacar dinheiro”, afirmou.

A Bolívia sofreu nesta quarta-feira (26) uma tentativa de golpe de Estado liderada pelo ex-comandante do Exército do país. Tanques do Exército e militares armados chegaram a invadir o palácio presidencial, em La Paz, a antiga sede do governo que ainda funciona para atos protocolares.

A tentativa de golpe — a segunda em cinco anos no país mas que desta vez falhou — foi arquitetada pelo general Juan José Zúñiga. Zúñiga havia sido destituído do cargo de comandante do Exército após fazer ameaças ao ex-presidente Evo Morales — ele afirmou que predenderia Morales caso o ex-presidente volte ao poder. O ex-comandante terminou preso nesta quarta-feira após o ato.

Após cerca de quatro horas de tensões que incluíram um cara a cara entre o presidente, Luis Arce, e Zuñiga, o movimento foi desmobilizado por ordem de Arce, e os militares que participaram da tentativa de golpe deixaram o local, cercados por soldados que se mantiveram fiéis ao governo.

Em pronunciamento, Luis Arce destituiu também os outros dois comandantes da Marinha e da Aeronáutica, nomeou novos chefes para as três forças e ordenou a desmobilização das tropas. A Procuradoria-geral da Bolívia anunciou que abriu uma investigação contra Zuñiga e os militares que participaram da tentativa de golpe.

'Militares deixam principal praça de La Paz', diz embaixador do Brasil na Bolívia

‘Militares deixam principal praça de La Paz’, diz embaixador do Brasil na Bolívia

Assista aos vídeos mais recentes do g1 AL




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

juan-jose-zuniga,-responsavel-por-tentativa-de-golpe-na-bolivia,-e-preso-e-acusa-presidente-de-orquestrar-ato

G1 Mundo

Juan José Zúñiga, responsável por tentativa de golpe na Bolívia, é preso e acusa presidente de orquestrar ato

O general Juan José Zúñiga, responsável por tentativa de golpe na Bolívia, foi preso na noite desta quarta-feira (26). A prisão foi determinada pela Procuradoria-Geral do país, segundo a imprensa local. Além dele, Juan Arnez Salvador, ex-comandante da Marinha, também foi detido. Zúñiga foi preso na entrada da sede do Estado-Maior, em La Paz. Segundo a Associated Press, após ser detido, ele afirmou que o golpe foi orquestrado pelo próprio […]

today27 de junho de 2024 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%