G1 Santos

Moradores no litoral de SP ficam mais de 18h sem energia após rajadas de vento de 151 km/h

today4 de novembro de 2023 7

Fundo
share close

Vídeo mostra estrutura de posto de combustíveis tombando durante ventania no litoral de SP

Vídeo mostra estrutura de posto de combustíveis tombando durante ventania no litoral de SP



Um morador do bairro Vila Sônia, em Praia Grande, contou que um poste caiu na Rua Antônio Cândido da Silva por volta das 16h desta sexta-feira (3), causando queda de energia no condomínio em que mora. Desta forma, os moradores estão há quase 20 horas sem energia elétrica.

Para o comerciante Vitor Minelli, de 40 anos, trata-se de um “descaso” da concessionária CPFL. “No condomínio tem idoso e criança”, enfatizou.

Segundo apurado pelo g1 com o morador Adanildo Silva do Vale, equipes da companhia chegaram ao local por volta das 9h deste sábado (4), mas até 11h30 o condomínio ainda estava sem energia.

Em nota, a CPFL Piratininga informou que equipes da distribuidora atuam desde sexta-feira nos reparos da rede elétrica que foi severamente danificada durante o forte temporal.

Segundo a companhia, a maioria dos clientes já teve o fornecimento restabelecido e a previsão é que as ocorrências relativas ao temporal sejam concluídas ainda neste sábado. Questionada pelo g1, a concessionária não informou a quantidade de ocorrências registradas.

“A rede de distribuição que atende a cidade foi bastante danificada por objetos como telhados, estruturas metálicas, galhos e queda de árvores, inadequadas para áreas urbanas e plantadas sob a rede elétrica. Por isso, os trabalhos são mais complexos e contam com a parceria da Defesa Civil e Corpo de Bombeiros”, disse, em nota.

Ainda segundo a CPFL, o mais importante diante dessa situação é garantir a segurança de todos. “Assim, a CPFL alerta para que ninguém toque em fios partidos ou galhos de árvores que estejam caídos sobre a rede elétrica”.

A Elektro Neonergia atende algumas cidades da Baixada Santista. Em nota, a empresa informou que os municípios “já estão em condições normais, com casos pontuais sendo tratados na manhã deste sábado”.

Segundo a companhia, 97% dos clientes afetados pelo temporal na região já tiveram a energia reestabelecida. Além disso, o número de equipes foi intensificado principalmente em bairros de Guarujá, Itanhaém, Bertioga, Peruíbe e Mongaguá.

A empresa também foi questionada sobre a quantidade de ocorrências registradas desde o temporal, mas não informou o número.

Em nota, o Procon-SP informou que os consumidores que tiveram o fornecimento de energia elétrica interrompido devem inicialmente entrar em contato diretamente com as concessionárias da região.

“As concessionárias devem cumprir índices de qualidade estabelecidos pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), prestando serviço contínuo e eficiente”, disse o Procon, em comunicado.

No entanto, as companhias devem abater, automaticamente, o valor referente ao tempo em que o serviço ficou interrompido. “Esta redução deve ser informada na próxima fatura de forma clara e transparente, para que o consumidor possa conferir se esta obrigação foi cumprida”.

Caso os moradores percam produtos que precisam de refrigeração e estavam acondicionados na geladeira ou no freezer, eles podem solicitar o ressarcimento junto à concessionária. “Fotos da comida que estragou, nota fiscal dos produtos (se possuir), embalagem de remédio que perdeu a refrigeração e, por isso, não pode ser consumido etc., podem facilitar a comprovação dos danos”, orientou o Proncon.

Se a empresa se negar a efetuar o reembolso, o consumidor pode registrar reclamação junto ao Procon-SP. Para isso, porém, é necessário que haja algum tipo de comprovação.

Em casos de eletrodomésticos e aparelhos eletroeletrônicos queimados em função da queda ou descarga de energia elétrica, o morador deve registrar o fato junto aos canais disponibilizados pela concessionária para atendimento (internet, telefone, pessoalmente etc.), no prazo de até 90 dias, especificando quais os equipamentos foram danificados.

“A empresa deverá abrir processo específico de indenização. A concessionária terá 10 dias corridos para inspecionar o equipamento danificado (um dia para equipamento utilizado para acondicionamento de alimentos perecíveis ou medicamentos), 15 dias para apresentar, por escrito, resposta ao pedido e 20 dias para providenciar o ressarcimento”.

Em seguida, a empresa deve informar ao consumidor a data e o horário aproximado da inspeção ou disponibilização do equipamento. “Caso não ocorra essa vistoria, o prazo para resposta será de 15 dias, contados da data da solicitação do ressarcimento”.

Segundo o Procon, o consumidor não deve reparar o equipamento danificado. Ele pode fazer o conserto somente se houver autorização prévia e formal da concessionária. “Se o consumidor tiver dificuldade em registrar pedido de ressarcimento, ou em ser atendido nos prazos estabelecidos, pode procurar o órgão de defesa do consumidor de seu município ou o Poder Judiciário”, diz a nota.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

‘nao-conseguiram-salvar-minha-filha’:-terremoto-no-nepal-deixa-mais-de-150-mortos

G1 Mundo

‘Não conseguiram salvar minha filha’: terremoto no Nepal deixa mais de 150 mortos

As forças de segurança foram mobilizadas para ajudar nos esforços de resgate nos distritos acidentados de Jajarkot e West Rukum, 500 km a oeste da capital, Katmandu. Fortes tremores foram sentidos ao longe, na capital nepalesa e em cidades da vizinha Índia, incluindo Delhi. Um porta-voz do exército disse que mais de cem pessoas ficaram feridas. O hospital de Jajarkot está lotado de feridos. Uma sobrevivente, Geethakumari Bista, disse à […]

today4 de novembro de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%