G1 Mundo

Morre mulher ligada a assassinato racista de menino de 14 anos que desencadeou onda de protestos nos EUA em 1955

today28 de abril de 2023 4

Fundo
share close

Carolyn Bryant Donham, a mulher que desencadeou um dos casos de morte violenta e racista mais emblemáticos dos Estados Unidos, morreu na terça-feira (25), aos 88 anos, no estado da Louisiana.

Em 1955, Emmett Till, um adolescente negro de 14 anos, viajou da cidade onde morava, Chicago, para a comunidade de Money, no Mississippi, onde alguns parentes dele moravam.

De acordo com o “New York Times”, a morte dele desencadeou mudanças importantes nos EUA. O corpo do garoto foi encontrado deformado em um rio. No velório, a mãe resolveu que o caixão seria aberto. A cobertura da morte do menino inspirou uma onda de protestos que impulsionou o movimento pelos direitos civis nos EUA.



Manifestação em fevereiro de 2023 pede justiça para Emmett Till — Foto: Jacquelyn Martin/AP

A história de 1955 começou quando adolescente estava em um mercado no Mississippi e assobiou para uma mulher de 21 anos, Carolyn Bryant.

O marido de Carolyn, Roy Bryant, e o meio-irmão dele, J.W. Milam, mataram o adolescente —os dois foram inocentados na Justiça, mas eles confessaram o crime em uma entrevista para uma revista.

Carolyn afirmou, anos mais tarde, que ela não sabia o que aconteceria com Till.

Carolyn Bryant com o marido, que depois confessou ter assassinado o adolescente Emmett Till — Foto: AP Photo

Pesquisadores descobriram que a Justiça chegou a emitir um mandado de prisão para Carolyn por sequestro, mas que a ordem nunca foi cumprida. O papel dela na morte de Emmett Till ainda não é totalmente evidente.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

espanha-proibe-touradas-com-pessoas-com-nanismo

G1 Mundo

Espanha proíbe touradas com pessoas com nanismo

O Parlamento da Espanha aprovou, nesta quinta-feira (27), uma lei que proíbe os espetáculos de "anões toureiros" e todos aqueles considerados degradantes para pessoas com deficiência. Profissionais do setor protestaram contra a medida. A lei, aprovada com o apoio da esquerda e da direita, determina que "ficam proibidos os espetáculos ou atividades recreativas com o uso de pessoas com deficiência ou esta circunstância para provocar no público ridicularização, escárnio ou […]

today28 de abril de 2023 5

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%