G1 Mundo

Mortes na Líbia sobem para 11,3 mil, diz Crescente Vermelho

today15 de setembro de 2023 17

Fundo
share close

A secretária-geral do Crescente, Maria el-Drese, afirmou à agência de notícias Associated Press que além dessas mortes há 10,1 mil desaparecidos na cidade.

Uma enchente causada por uma tempestade extraordinariamente forte atingiu a cidade no domingo à noite.

Derna foi a cidade mais atingida. Duas barragens romperam perto do núcleo urbano e as águas desceram por um vale que corta a cidade, levando pessoas, carros e prédios no caminho que termina no mar.



Segundo a Organização Meteorológica Mundial, já havia avisos de perigo 72 horas antes da tempestade atingir o país. Teria sido possível remover uma parte da população.

As autoridades que controlam a região leste da Líbia até avisaram o público que uma tempestade iria cair no sábado (9), mas não houve nenhum tipo de aviso sobre possível rompimento de barragem.

Imagens de satélite mostram antes e depois da tempestade na Líbia

Imagens de satélite mostram antes e depois da tempestade na Líbia

As informações divulgadas pelo governo e órgãos líbios podem não ser precisas porque, desde 2011, o país está politicamente dividido entre leste e oeste. Por conta disso, os serviços públicos entraram em colapso.

Há um governo reconhecido internacionalmente com sede em Trípoli, mas esse governo não controla as áreas orientais, o que dificulta a obtenção de dados na região (leia mais abaixo).

Em 2011, a Líbia foi dividida entre governos rivais após a queda de Muammar Kadhafi. A administração reconhecida pela ONU está baseada em Trípoli. No entanto, essa gestão não tem controle sobre o leste do país, que foi mais afetado pela tempestade.

Atualmente, a Líbia tem dois primeiros-ministros: Abdul Hamid Dbeibah fica em Trípoli e comanda a faixa oeste; já Ossama Hamad governa o lado leste da cidade de Benghazi.

Ambos os governos possuem apoios de países diferentes. Enquanto Trípoli tem o apoio da Turquia, Catar e Itália, o governo de Benghazi é respaldado por Egito, Rússia e Emirados Árabes.

Mesmo diante da pressão internacional, o país enfrenta dificuldades em ser unificado. Em 2021, uma eleição chegou a ser marcada, mas acabou adiada.

Diante da disputa, conflitos violentos entre grupos rivais já mataram dezenas de pessoas. Em agosto, por exemplo, um confronto entre grupos armados deixou 45 mortos em Trípoli.

A Líbia também possui grandes reservas de petróleo. No entanto, a riqueza reflete muito pouco no dia a dia da população.

Visão aérea mostra a destruição na cidade de Derna, na Líbia, em 14 de setembro de 2023 — Foto: Ayman Al-Sahili/REUTERS




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sueter-com-estampa-de-ovelhas-que-foi-da-princesa-diana,-hoje-com-furos,-e-leiloado-por-mais-de-r$-5-milhoes

G1 Mundo

Suéter com estampa de ovelhas que foi da princesa Diana, hoje com furos, é leiloado por mais de R$ 5 milhões

A peça é conhecida como "Black Sheep" (ovelha negra) pela única ovelha negra entre várias brancas. Segundo fotografias da casa de leilões, a peça vendida tem vários furos em uma manga. A casa de leilões estendeu a venda por alguns minutos, devido à enxurrada de ofertas: em 15 minutos, o preço saltou de US$ 190 mil para US$ 1,1 milhão. Segundo a Sotheby's, é o preço mais alto já alcançado […]

today15 de setembro de 2023 10

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%