Destaques

Mulher cristã é morta por parentes na Índia após se converter

today8 de julho de 2024 2

Fundo
share close

Uma mulher na região sul de Chhattisgarh foi brutalmente esfaqueada até a morte em 24 de junho por parentes fanáticos hindus após uma disputa sobre sua fé cristã.

O trágico incidente, que abalou toda a comunidade cristã de Chhattisgarh, ocorreu na vila de Toylanka, no distrito de Dantewada. De acordo com a denúncia apresentada ao chefe da polícia do distrito, familiares da falecida, Bindu Sori, alegaram que a família vinha sendo assediada e ameaçada por outros parentes desde que se converteram ao cristianismo há quatro anos.

“A família de Sori já havia apresentado queixas à delegacia de polícia local, mas nenhuma ação foi tomada contra os agressores”, disseram os parentes em sua denúncia.

A nova disputa começou quando os parentes fanáticos, juntamente com outros aldeões, confrontaram a família de Sori sobre a posse de terras, alegando que eles não tinham direito aos campos por serem cristãos. Os parentes avisaram que haveria consequências terríveis se a família trabalhasse no campo durante a próxima estação das monções.

De acordo com International Christian Concern, quando as chuvas começaram, a família de Sori foi arar e semear o campo, mas foi atacada pelos parentes enfurecidos, armados com flechas e machados. Enquanto o motorista do trator e outros conseguiram fugir, Sori não teve a mesma sorte. Dois homens a pegaram e a mataram com machadadas.



No dia anterior ao ataque, o Fórum Cristão de Chhattisgarh emitiu um comunicado de imprensa pedindo ao governador de Chhattisgarh que interviesse na violência contra as minorias religiosas. “As autoridades estão ajudando fanáticos religiosos que estão fechando igrejas de maneira inconstitucional em Chhattisgarh”, declarou Arun Pannalal, presidente do fórum.

Pannalal destacou várias atrocidades contra os cristãos, incluindo a proibição dos agricultores cristãos de cultivar suas terras. “No distrito de Dhamtari, houve 27 ataques sérios a mulheres e locais religiosos nas últimas duas semanas. Quase 2.000 cartas de reclamação foram arquivadas, mas nenhuma ação foi tomada. A polícia fechou 37 igrejas no distrito de Dhamtari”, afirmou.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Destaques.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

jovem-que-matou-a-mae-por-heranca-e-preso-apos-tres-anos-foragido

G1 Santos

Jovem que matou a mãe por herança é preso após três anos foragido

Márcia foi morta em 21 de dezembro de 2020. As imagens do circuito interno de segurança do imóvel foram encontradas dentro do forno do fogão (veja abaixo). A gravação mostra, na data do crime, a mãe e o filho em luta corporal. Os dois chegaram a cair no chão, e o jovem ficou em cima dela. Ele apertou o pescoço da mãe e, em seguida, começou a dar socos nela. […]

today8 de julho de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%