G1 Santos

Mulher é presa por agredir e ameaçar mãe idosa de morte na frente do filho de 10 anos

today26 de junho de 2024 3

Fundo
share close

Uma mulher, de 33 anos, foi presa suspeita de agredir e maltratar a própria mãe, de 62, em Praia Grande, no litoral de São Paulo. Conforme apurado pelo g1, nesta quarta-feira (26), a vítima contou que a mulher a ameaçou de morte e agrediu na frente do neto, de 10 anos.

A delegada Lyvia Cristina Bonella, titular da Delegacia de Defesa da Mulher de Praia Grande (SP), explicou ao g1 que a suspeita e a mãe vivem em duas casas separadas, mas em um terreno compartilhado no bairro Esmeralda.

Vizinhos acionaram a Polícia Civil na manhã de terça-feira (25) depois que ouviram gritos da idosa pedindo socorro dentro da casa onde vive. A filha foi presa em flagrante, mas a delegada pediu a conversão para preventiva.



A equipe policial apurou que a violência havia ocorrido há pouco tempo, mas a idosa era agredida há meses pela filha, que frequenta o Centro de Atenção Psicossocial (Caps). Segundo a delegada, não foram encontrados laudos, mas o comportamento da mulher indicou que ela tem problemas mentais.

Aumenta o número de denúncias de violência contra idosos no país

Aumenta o número de denúncias de violência contra idosos no país

Também por conta da condição psicológica da filha, a idosa era a principal cuidadora do neto que, segundo a aposentada, também era agredido.

“Ela ameaça a senhorinha, na frente da criança, bate na senhorinha na frente da criança. Tudo ela faz na frente do menino de dez anos”, disse a delegada.

Segundo Bonella, a suspeita se aposentou por invalidez devido aos problemas de saúde. A mãe dela, por sua vez, já teve quatro Acidentes Vasculares Cerebrais (AVCs), infartou três vezes e tem um stent no coração, bem como diabetes. “Já é uma pessoa debilitada também”, explicou.

A idosa foi encaminhada ao Pronto-socorro e ao Instituto Médico Legal (IML) de Santos, onde o laudo pericial constatou lesões leves pelo corpo dela. Após a suspeita ser presa em flagrante, a delegada representou pela conversão da prisão em preventiva.

“Se ela sair, vai voltar para a casa da mãe. Eu acho que ela não tem entendimento suficiente para cumprir uma medida protetiva. Então, eu tomei o cuidado de instaurar um [procedimento de] incidente de insanidade para avaliarem as condições dela”, disse a autoridade.

Presa temporariamente em São Vicente (SP), a suspeita passará por audiência de custódia ainda nesta quarta-feira para definir o que acontecerá em seguida.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

camara-reage-contra-o-stf-e-cria-comissao-especial-para-debater-drogas

Câmara dos Deputados

Câmara reage contra o STF e cria comissão especial para debater drogas

A decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de descriminalizar o porte de maconha para uso pessoal levou a uma reação significativa na Câmara dos Deputados. O presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), anunciou a criação de uma comissão especial para debater uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que visa contrariar essa decisão. A PEC das Drogas, já aprovada pelo Senado e pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da […]

today26 de junho de 2024 3

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%