G1 Santos

Narcotraficante suspeito de abastecer cartéis mexicanos com cocaína é preso no litoral de SP; VÍDEO

today3 de julho de 2024 4

Fundo
share close

A PF explicou que as investigações da operação ‘Terra Fértil’ apontaram que o narcotraficante e pessoas físicas e jurídicas, associadas a ele, faziam parte de um grupo criminoso. Eles ‘lavavam’ dinheiro para esconder o patrimônio ganho com outros delitos, como o tráfico internacional de drogas.

O homem, inclusive, já foi investigado em outras ocasiões pela PF. De acordo com a corporação, há suspeitas de que ele enviava cocaína para países das américas do Sul e Central — principalmente a cartéis mexicanos.

Operação ‘Terra Fértil’ tinha como objetivo desarticular organização criminosa — Foto: Divulgação/Polícia Federal



Segundo a PF, os criminosos criavam empresas de fachada para comprar imóveis e veículos de luxo em nome de outras pessoas. Desta forma, eles movimentavam grande quantia em valores, o que era incompatível com o capital social [valor investido por cada um dos sócios em um negócio].

A PF constatou ainda que algumas pessoas jurídicas efetuavam transações com empresas de criptomoedas e outras atividades — não especificadas, mas que não tinham relação com o ramo da instituição de fachada.

“O que leva a crer que os investimentos estivessem sendo usados para mascarar a origem ilícita dos valores”, afirmou a PF, em nota. O montante ilegal movimentado pela organização criminosa foi de mais de R$ 5 bilhões em um período de aproximadamente cinco anos.

As empresas não tinham registro de funcionários no Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O sistema do Governo Federal tem informações de todos os trabalhadores contratados em regime Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Quadrilha usava empresas de fachada para adquirir itens de luxo — Foto: Divulgação/Polícia Federal

A prisão do narcotraficante aconteceu em Guarujá, durante a operação ‘Terra Fértil’ realizada nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Bahia e Goiás, na terça-feira (2).

Na ocasião, aproximadamente 280 policiais federais cumpriram nove mandados de prisão preventiva e 80 mandados de busca e apreensão, além de sequestro de bens e bloqueio de contas dos suspeitos.

A PF afirmou ainda que o objetivo da operação foi desarticular a organização criminosa que comete os crimes de tráfico internacional de drogas, lavagem de dinheiro, falsidade material e ideológica.

VÍDEOS: g1 em 1 minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

menino-de-6-anos-com-autismo-e-esquecido-dentro-de-onibus-escolar-e-fica-quase-2h-preso

G1 Santos

Menino de 6 anos com autismo é esquecido dentro de ônibus escolar e fica quase 2h preso

Um menino, de 6 anos, com autismo, foi esquecido dentro do ônibus escolar em Eldorado (SP). Ao g1, a mãe da criança, Cecília Ribeiro, disse que a monitora e o motorista do transporte teriam deixado o filho sem cinto de segurança, pois estava cochilando. Ele ficou aproximadamente duas horas sozinho no veículo até que ouvissem os pedidos de socorro. Cecília contou que embarcou o filho no coletivo com destino à […]

today3 de julho de 2024 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%