G1 Mundo

Navios de guerra russos deixam Havana após visita que mobilizou submarinos nucleares dos EUA

today17 de junho de 2024 10

Fundo
share close

Fragatas e submarinos foram à costa cubana na semana passada, em visita que Moscou chamou de ‘operação de amigos’.




Navios de guerra russos, incluindo o submarino Kazan, chegam a Cuba para exercícios militares em 12 de junho de 2024. — Foto: Ministério da Defesa da Rússia

A visita das embarcações gerou tensões de um conflito regionalCuba foi, durante a Guerra Fria, um grande parceiro da União Soviética, e a crise dos mísseis, quando os EUA descobriram que a URSS construía uma base de mísseis em território cubano, quase terminou em uma guerra nuclear.

A Rússia, que atualmente alimenta a rivalidade com os EUA na guerra da Ucrânia, afirmou que o envio de navios de guerra a Cuba era apenas uma “operação entre dois países com amizade história” e garantiu que nenhuma das embarcações portava armas nucleares.

Entre as embarcações enviadas pela Rússia ao país caribenho estavam uma fragata da marinha russa e um submarino com propulsão nuclear.

Navios de guerra russos chegam a Cuba para exercícios navais

Navios de guerra russos chegam a Cuba para exercícios navais

A frota enviada a Cuba contém quatro navios:

  • Navio de Guerra Almirante Gorshkov;
  • Submarino nuclear Kazan;
  • Navio de reabastecimento Pashin;
  • Rebocador Nikolai Chiker.

As embarcações Gorshkov e Kazan estão equipadas com mísseis hipersônicos do tipo 3M22 Zircon, que tem alcance de 1.000 quilômetros e superam em nove vezes a velocidade do som. Eles também levam mísseis de cruzeiro Kalibr e mísseis antinavio Onyx, segundo o Ministério da Defesa russo.

A visita também foi interpretada como uma demonstração de força russa no contexto da piora das relações entre a Rússia e o Ocidente por conta da Guerra da Ucrânia nas últimas semanas.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

por-que-industria-do-acucar-de-cuba-regrediu-2-seculos-em-5-anos

G1 Mundo

Por que indústria do açúcar de Cuba regrediu 2 séculos em 5 anos

Cortar cana foi tudo o que Miguel Guzmán fez na vida: ele iniciou o árduo trabalho na adolescência. Por séculos, o açúcar foi o pilar da economia cubana. Não foi apenas o principal produto de exportação da ilha, mas também a pedra angular de outra indústria nacional, a produção de rum. Os cubanos mais velhos lembram-se que a ilha foi construída essencialmente às custas de famílias como a de Guzmán. […]

today17 de junho de 2024 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%