Gospel Prime

Netanyahu promete barrar lei que criminaliza evangelismo em Israel

today23 de março de 2023 3

Fundo
share close

Na quarta-feira (22), o primeiro-ministro israelense Benjamin Netanyahu respondeu às preocupações de cristãos evangélicos nos EUA e de crentes em Israel relacionado a um projeto de lei introduzido por dois ultra-ortodoxos de membros do Knesset de Israel, que tornaria um crime persuadir qualquer pessoa a se converter a outra religião.

Desta forma, em um tweet, Netanyahu declarou que não faria nenhuma lei contra a comunidade cristã avançar. Seu anúncio acalmou os temores de que o projeto de lei, proposto por dois membros do governo de coalizão, se tornasse lei.

Segundo a CBN News, a lei proposta afirma, “Qualquer pessoa que convença uma pessoa, diretamente, digitalmente, por correio, ou on-line, a converter sua religião, sua sentença é de um ano de prisão, e se a pessoa era menor de idade, sua sentença é de dois anos de prisão”.

Desse modo, os membros da Knesset, Moshe Gafni e Yaakov Asher, do Partido Judaísmo Unido da Torá (UTJ), apresentaram a legislação em janeiro. Na quarta-feira, eles declararam que o “projeto de lei foi apresentado e não foi promovido nesta fase, portanto, lidar com ele agora é irrelevante”.

Sendo assim, Benjamin acrescenta que este esforço provavelmente violaria a Declaração de Independência de Israel.



“Eu acho que a premissa fundamental da lei é problemática em si mesma. Uma pessoa tentando persuadir outra pessoa a adotar qualquer ideia, seja ela uma religião ou qualquer tipo de idéia. Você sabe, o livre fluxo de idéias, liberdade de pensamento, liberdade de consciência, liberdade de expressão ou, ou pilares fundamentais de qualquer democracia”, disse.

Por fim, O ex-embaixador geral dos EUA para a Liberdade Religiosa Internacional Sam Brownback advertiu que poderia prejudicar Israel.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

vitima-de-violencia-sexual-encontra-liberdade-em-jesus

Gospel Prime

Vítima de violência sexual encontra liberdade em Jesus

Michelle Tasco e sua família se mudaram da Nigéria para os Estados Unidos para ter uma vida melhor. Ela era uma mulher com grandes sonhos para seu futuro ficou sem esperança após sofrer agressões sexuais, até que Jesus entrou na sua vida e a libertou. Sendo assim, seus pais esperavam as melhores notas. Então, Michelle deu o melhor de si e se tornou uma excelente aluna. Ela conseguiu entrar em […]

today23 de março de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%