G1 Mundo

Nova York pagará US$13 mi a manifestantes presos durante protestos por morte de George Floyd

today20 de julho de 2023 7

Fundo
share close

Os protestos na cidade de Nova York e em todo o país seguiram a morte de Floyd, em 25 de maio de 2020, um homem negro desarmado morto por um policial de Mineápolis. O oficial se ajoelhou por cerca de nove minutos sobre o pescoço de Floyd, que gritava repetidamente por ajuda, dizendo “eu não consigo respirar”.

O município concordou na quarta-feira (19) em pagar US$ 9.950 a cada um dos mais de 1.300 manifestantes presos por policiais de Nova York durante os vários protestos entre 28 de maio e 4 de junho de 2020.

“Embora conseguir compensar financeiramente um grande número de manifestantes seja uma imensa vitória a ser comemorada, os contribuintes da cidade precisarão continuar desembolsando milhões enquanto a Prefeitura não parar de se curvar aos caprichos violentos do Departamento de Polícia de Nova York”, disse Remy Green, integrante da defesa dos manifestantes, em comunicado.



Pessoas presas por outras acusações, como incêndio criminoso ou destruição de propriedade, serão excluídas do acordo, que ainda requer a aprovação da juíza do Tribunal Distrital Colleen McMahon.

O Departamento de Polícia de Nova York (NYPD ) disse em comunicado que melhorou inúmeras práticas para lidar com protestos como os que ocorreram na pandemia. “A cidade e o NYPD continuam comprometidos em garantir que o público esteja seguro e o direito das pessoas à expressão pacífica seja protegido”, afirmou.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

sumicos-repentinos-nao-sao-incomuns-na-china;-veja-alguns-casos

G1 Mundo

Sumiços repentinos não são incomuns na China; veja alguns casos

Há um mistério em torno do paradeiro do ministro chinês das Relações Exteriores Qin Gang, e sua ausência em eventos importantes da diplomacia chinesa e internacional tem gerado especulações e perguntas. O governo chinês, através de sua porta-voz, afirmou não ter informações sobre quando ele volta, e relatos na imprensa sobre o assunto foram retirados do ar. Entre as pessoas famosas que já desapareceram, está o bilionário Jack Ma, fundador […]

today20 de julho de 2023 7

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%