G1 Mundo

O mistério por trás de desenho animado anti-Zelensky e pró Rússia que viralizou

today2 de julho de 2024 4

Fundo
share close

Mas as evidências encontradas pela BBC sugerem que é muito mais provável que os desenhos tenham sido criados por russos.

É véspera de Natal em Paris. As crianças se preparam para dormir, na expectativa da magia que está por vir. Mas as festividades tomam um rumo inesperado quando uma figura, vestida com um casaco amarelo e azul — e não o tradicional vermelho —, desce pela chaminé.

Por trás de uma barba branca falsa, não é difícil reconhecer o presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky. Ele caminha na ponta dos pés até a árvore de Natal, vasculha os presentes das crianças, e rouba seus favoritos — os aviões militares. As crianças choram.



Esta cena acontece em um dos episódios mais recentes da série animada anti-Zelensky Ukraine Inc. O primeiro episódio foi publicado no site ukraine-inc.info em 2023, e novos episódios têm sido lançados regularmente desde então.

Os desenhos — com duração de cerca de 1,5 minutos a 3 minutos cada — viralizaram depois que um dos maiores canais pró-Kremlin do Telegram, o Readovka, começou a compartilhá-los com seus mais de 2,5 milhões de assinantes.

O canal Readovka e outros meios de comunicação russos afirmam que os autores são franceses.

No entanto, não há nada nos vídeos que sugira isso, então tentamos descobrir quem está por trás deles.

Mísseis ucranianos em praia da Crimeia surpreendem banhistas russos

Mísseis ucranianos em praia da Crimeia surpreendem banhistas russos

As informações sobre quem registrou o domínio ukraine-inc.info em 11 de março de 2023 estão ocultas.

Mas foi um meio de comunicação pró-Kremlin, chamado RRN, que promoveu a série animada no mesmo dia em que o primeiro episódio foi ao ar no site.

A RRN, acrônimo para Reliable Recent News (Notícias Recentes Confiáveis, em tradução livre), anteriormente conhecida como Reliable Russian News, opera em dez idiomas diferentes.

A organização se posiciona como “independente”, mas tem sido frequentemente citada por missões diplomáticas russas no exterior.

Entre outros meios de comunicação que promoveram ativamente o site no primeiro mês após sua criação, estavam a estatal russa Radio Sputnik, a agência pró-Kremlin NewsFront, que transmite notícias em 12 idiomas, e dezenas de canais do Telegram em russo.

Ao mesmo tempo, as animações também foram compartilhadas nas páginas oficiais do Facebook de pelo menos nove escritórios no exterior da agência do Kremlin para a cooperação humanitária internacional, a Rossotrudnichestvo, de acordo com um relatório da Secretaria-Geral de Defesa e Segurança Nacional de França sobre mídia pró-Kremlin.

Semelhanças com desenhos pró-Rússia

O enredo da série animada Ukraine Inc parece ecoar as narrativas de propaganda dos canais estatais russos: a Ucrânia é retratada como sendo controlada por “nazistas”, enquanto Zelensky é apresentado como um “fantoche do Ocidente” que, para obter lucro, “passa os ucranianos por um moedor de carne”, despachando-os para a linha de frente.

A BBC analisou cada episódio. Em alguns deles, os nomes das ruas parisienses são trocados ou totalmente inventados, enquanto as palavras francesas são escritas de maneira incorreta.

Em um episódio, outro detalhe chamou nossa atenção. Os países membros da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) são retratados como ratos que estão deixando a aliança militar, como se fugissem de um navio que está afundando.

Mas os ratos pareciam familiares.

A BBC viu um rato semelhante em outro desenho animado, que circulou amplamente na África Ocidental em 2022. Naquela época, o roedor era usado para representar a França roubando da população local e causando o caos.

O desenho animado promovia o grupo mercenário russo Wagner, que esteve envolvido em diversos conflitos nas ex-colônias francesas da região.

Pedimos a três animadores profissionais que comparassem os desenhos de propaganda.

Todos concordaram que o mesmo modelo foi usado como base para o rato na série Ukraine Inc e no desenho animado pró-Wagner.

“Em ambos os casos, eles apenas ajustaram o design original”, diz o animador Paul Stone, de Londres. Ele acrescenta que esta é uma prática comum quando o estúdio tem tempo e orçamento limitados.

A BBC encontrou a imagem original do roedor entre outros registros de bancos de imagens à venda. Ela foi criada por um designer gráfico freelancer da Rússia que não respondeu aos nossos pedidos de comentários.

“Eles usaram o mesmo recurso [modelo] como ponto de partida, é inegável”, explica Ben Marriot, criador de tutoriais online para motion design e dono de um estúdio de animação em Sydney, na Austrália.

Segundo ele, os ratos não parecem idênticos porque alguns elementos, como o rabo e a mandíbula inferior, foram modificados ou adicionados ao design original para permitir o movimento.

Mas, como nenhum outro aspecto dos designs nestas duas animações parece semelhante, e a ilustração original [do rato] é uma imagem disponível publicamente, não é possível dizer se ambos os desenhos animados foram feitos pelo mesmo artista ou estúdio, ele observa.

No entanto, um ilustrador russo independente, que concordou em falar com a BBC sob condição de anonimato, acredita que há outras semelhanças entre os desenhos animados.

“A forma como o enquadramento é feito, como os cômodos são desenhados ou como os closes das mãos são mostrados em momentos importantes — todas estas técnicas não são óbvias. É mais provável que seja o estilo do mesmo autor, embora não possamos afirmar isso com certeza absoluta.”

Não é a primeira vez que o Kremlin atribui a criação de desenhos animados de propaganda aos franceses.

Em 2022, o Channel One, canal estatal russo, transmitiu outra animação anti-Zelensky intitulada Stop Nazi Games (que pode ser traduzida como “Pare os Jogos Nazistas”).

O desenho animado também foi compartilhado em vários sites, que alegavam que havia sido produzido por um estúdio francês independente chamado Barracudas.

No entanto, não é possível encontrar nenhuma informação sobre o suposto estúdio online.

E esse desenho animado não era francês, mas provavelmente armênio. Ele tem o mesmo enredo e estilo do desenho animado anti-Azerbaijão Kill Dim 2020, que está vinculado a um estúdio de animação armênio.

Kevin Limonier, professor de Estudos Russos no Instituto Francês de Geopolítica, diz que não está surpreso com a alegação do Kremlin de que desenhos animados de propaganda — como Ukraine Inc e Stop Nazi Games — são de origem francesa. Segundo ele, a França se tornou agora um os principais alvos das operações de desinformação russas, dado seu apoio crescente e declarado à Ucrânia.

“Os últimos discursos de (Emmanuel) Macron (presidente da França) sobre o envio de tropas para a Ucrânia foram claramente vistos em Moscou como uma ameaça.

Desde o Brexit, a França é a única potência nuclear na Europa, é uma grande potência militar na Europa, assim como a Polônia. É por isso que a Rússia está agora mirando na França na área da informação”, diz Limonier.

Ele acrescenta que a Rússia também deseja “convencer seu público interno de que ainda há franceses trabalhando pelos interesses da Rússia”.

No entanto, de acordo com Zoe Fourel do Índice de Desinformação Global (GDI, na sigla em inglês), com sede no Reino Unido, o principal objetivo dos desenhos animados é atingir públicos de diferentes países e origens culturais.

“A Rússia utiliza diferentes meios para transmitir sua mensagem, mas nem todo mundo vai acessar a RT [mídia russa controlada pelo Estado que compartilha desinformação pró-Kremlin]. Mas esses desenhos animados são muito acessíveis, sua mensagem é universal”, afirma.

Enquanto isso, a campanha de propaganda anti-Zelensky está promovendo o próximo episódio (13º) da série animada, convocando os espectadores a se inscrever para receber atualizações e não perder o lançamento.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

video:-onda-de-agua-e-areia-abre-buraco-enorme-em-rodovia-na-china

G1 Mundo

VÍDEO: onda de água e areia abre buraco enorme em rodovia na China

O incidente aconteceu após uma escavação em um canteiro de obras de metrô. Ninguém ficou ferido. Onda de água e areia abre buraco enorme em rodovia na China Na madrugada de segunda-feira (1º), um buraco gigantesco se abriu no meio de uma estrada na cidade de Xi'an, província de Shaanxinorte, no norte da China. Durante uma escavação, uma onda de água e de areia atingiu o canteiro de obras de […]

today2 de julho de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%