G1 Mundo

O que é o Grupo Wagner, de mercenários ligados à Rússia que se rebelaram contra o Ministério da Defesa do país

today24 de junho de 2023 10

Fundo
share close

O desentendimento começou após o líder do grupo, Yevgeny Prigozhin, acusar o governo russo de promover um ataque contra acampamentos da organização.

Prigozhin prometeu retaliações. Isso que levou o procurador-geral da Rússia a abrir uma investigação contra ele por “suspeita de organizar uma rebelião armada”.

Na madrugada de sábado (24) na Rússia, ele afirmou que suas forças chegaram a Rostov, e que não encontraram resistência dos militares que estavam em postos de controle.



O Grupo Wagner foi fundado em 2014 e é composto por mercenários. Eles eram ex-soldados de elite altamente qualificados cujo líder é o oligarca Yevgeny Prigozhin, ligado ao Kremlin. Acredita-se que ele expandiu o grupo, recrutando prisioneiros, civis russos e estrangeiros.

Segundo estimativas, o Grupo Wagner pode ter mais de 20 mil soldados lutando na Ucrânia. Por ter ligação com o Kremlin, o grupo esteve envolvido em uma ampla gama de tarefas em conflitos e guerras civis.

Uma das primeiras missões que realizou foi na península da Crimeia, quando mercenários com uniformes sem identificação ajudaram forças separatistas apoiadas pela Rússia a tomar a região. A empresa paramilitar chegou a ser alvo de sanções dos Estados Unidos, Reino Unido e União Europeia (UE).

Em fevereiro de 2022, após a invasão da Ucrânia pela Rússia, o governo Putin usou os mercenários no conflito. Contudo, contou cada vez mais com eles em batalhas importantes, como nas cidades de Bakhmut.

O Grupo Wagner já atuou na África para aumentar a segurança para mineradoras russas. Também há conhecimento sobre a presença de combatentes do Grupo Wagner na Síria.

Yevgeny Prigozhin durante vídeo em que mostra mortos do grupo Wagner na cidade de Bakhmut em um gos conflitos na Ucrânia — Foto: Press service of “Concord”/Handout via REUTERS




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

lider-de-mercenarios-que-se-rebelaram-contra-exercito-russo-diz-que-grupo-chegou-a-rostov-e-derrubou-um-helicoptero

G1 Mundo

Líder de mercenários que se rebelaram contra exército russo diz que grupo chegou a Rostov e derrubou um helicóptero

Yevgeny Prigozhin, o chefe do grupo de mercenários Wagner, entrou abertamente em campanha para destituir o ministro de Defesa da Rússia nesta sexta-feira (23). Na madrugada de sábado (24) na Rússia, ele afirmou que suas forças chegaram a Rostov, uma região perto da Ucrânia, e que não houve resistência dos militares que estavam em postos de controle. Prigozhin chamou os recrutas dos postos de comando de crianças, e afirmou que […]

today24 de junho de 2023 13

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%