G1 Mundo

‘Otário e perdedor’, aborto aos 9 meses, traição a mulher grávida: veja os destaques do debate entre Biden e Trump

today28 de junho de 2024 3

Fundo
share close

Em um enfrentamento com uma série de ineditismos e que durou cerca de 1h40, os dois adversários se dedicaram a criticar os governos alheios, principalmente em pontos como imigração, guerra e economia — esta foi a primeira vez que um presidente e um ex-presidente ficaram cara a cara em um debate eleitoral nos EUA.

Veja, abaixo, alguns dos destaques do debate, o primeiro também entre dois candidatos que já ocuparam a presidência dos Estados Unidos:

Biden, que começou o debate morno e apático, começou a subir o tom de ataques ao adversário que marcou sua atuação no resto do enfrentamento ao falar de uma suposta crítica de Trump a veteranos de guerra.



O presidente acusou o adversário de já ter chamado veteranos de guerra de “otários e perdedores” e, ao falar de seu filho Beau Biden, que lutou no Iraque e morreu de câncer no cérebro em 2015, disse a Trump:

“Meu filho não é otário e perdedor. Você é um otário e um perdedor”.

Trump exigiu um pedido de desculpas, que Biden não deu.

Traição a esposa grávida e outros ataques pessoais

Joe Biden chamou Donald Trump de criminoso condenado e o acusou de fazer sexo com a ex-atriz pornô Stormy Daniels — pivô do processo em que Trump foi condenado em maio — enquanto sua então esposa estava grávida. O adversário negou.

Já Trump citou duas vezes o nome de Hunter Biden, filho de Joe Biden. No início de junho, Hunter foi condenado na Justiça em um caso envolvendo a compra de um revólver, enquanto lutava contra o vício em drogas.

O republicano também se referiu a Hunter Biden como “criminoso condenado”.

Como esperado, o tema do aborto entrou na pauta do debate, mas Trump avançou em argumentos antiaborto e disse informações falsas. Uma delas é a de que, segundo ele, democratas deixam que abortos sejam feitos “aos nove meses de gestação”, o que é falso.

“Eles (democratas) fazem abortos aos oito meses, nove meses de gestação, até depois do nascimento”.

Joe Biden voltou a prometer restaurar, caso reeleito, a lei que garantia o acesso universal ao aborto nos EUA, a chamada Roe contra Wade, derrubata pela Suprema Corte dos EUA em 2022.

Não especificou, no entanto, como fará isso — é provável que ele enfrente forte resistência da ala conservadora do Congresso.

Já Trump garantiu que não proibirá o acesso às pílulas abortivas, mas acusou Biden a incentivar “abortos que são feitos aos nove meses de gestação”.

Performance de Biden foi 'catastrófica', diz Guga Chacra

Performance de Biden foi ‘catastrófica’, diz Guga Chacra

O debate começou com um tema sensível para Biden: a inflação. Um dos moderadores questionou o presidente sobre o que ele tem a dizer a eleitores que sentem que a economia piorou na comparação com a gestão de Trump.

O presidente respondeu brevemente com o argumento de que o mundo pós-pandemia prejudicou a economia em diversos países e já partiu para atacar seu adversário, a quem acusou de causar uma situação de “caos” na economia.

Trump rebateu e acusou Biden de apenas favorecer economicamente imigrantes ilegais. “Os únicos empregos que ele criou foram para imigrantes ilegais”, disse o ex-presidente, que repetiu também o discurso de que imigrantes que entram nos EUA de forma ilegal são “terroristas que estão vivendo em hotéis de luxo de Nova York” e acusou Biden de “simplesmente deixá-los entrar”.

Questionado sobre se aceitará resultado das eleições, Trump — que é julgado por tentar reverter o resultado do pleito de 2020 — tentou desviar da questão por duas vezes. Pressionado pela apresentadora do debate uma terceira vez, respondeu então que, “sem dúvida, vou aceitar o resultado das eleições se o resultado for justo e legal”.

Biden, ao receber o direito de fala, disse duvidar de que Trump aceitaria esse resultado, “porque você um reclamão”.

Ao debater a guerra em Israel, Trump acusou Biden de não ter pulso firme na guerra entre Israel e Hamas e chamou o presidente de um “palestino ruim”.

Trump disse ainda que vai terminar a guerra na Ucrânia antes mesmo de tomar posse, caso eleito.

Trump em debate nos EUA — Foto: Brian Snyder/Reuters

A questão da idade do presidente, de 81 anos, foi também explorada por Trump, que já vinha investindo no argumento de que Biden sofre de lapsos de memória, o que o presidente nega. Biden e Trump, de 78 anos, são também os dois candidatos à presidência dos EUA mais velhos da história do país.

No bloco final do debate, os candidatos foram questionados pelos apresentadores sobre o que diriam a eleitores preocupados com a capacidade de governar com o passar dos anos.

A resposta de ambos foi um dos poucos momentos cômicos do debate.

Biden foi breve e disse que “este cara tem só três anos a menos que eu, e é muito menos competente”.

Já Trump, como argumento a favor de sua vitalidade, alegou que “já passei em testes cognitivos” e ganhou campeonatos de golfe “que não eram só para idosos”. Disse que Biden o desafiou no esporte mas “não consegue acertar uma bola a 50 jardas”.

Em resposta, Biden disse que aceitaria jogar “se você não conseguir carregar sua bolsa (de tacos de golfe)”.

Os dois, então, travaram uma disputa sobre quem tem melhor “handicap” (avaliação do nível de um jogador), até serem interrompidos pelos apresentadores.

Donald Trump (à esquerda) e Joe Biden fazem o primeiro debate presidencial das eleições de 2024 nesta quinta-feira (27) — Foto: AP Photo

Em debates daquele ano, os dois adversários protagonizaram longos bate-bocas. O ex-presidente republicano interrompeu diversas vezes o democrata, que chegou a mandar o adversário “calar a boca”.

Biden, que venceu o pleito na ocasião, seguiu a estratégia de tentar descredibilizar o adversário e suas falas, ignorando Trump e falando diretamente para as câmeras.

Joe Biden durante debate presidencial, nos Estados Unidos, em 27 de junho de 2024 — Foto: REUTERS/Brian Snyder

Neste ano, a organização do debate estabeleceu uma série de regras para tentar evitar interrupções e que os candidatos falem fora de hora, além da interferência de terceiros. Entre elas, estão:

  • Microfones desligados — pela 1ª vez, o debate entre candidatos dos EUA teve microfones silenciados enquanto o adversário tiver a palavra;
  • Sem acessórios — os candidatos não puderam levar papéis, pastas ou qualquer outro acessório para auxiliá-los no debate;
  • Também não houve público, nem jornalistas. Apenas os dois moderadores estiveram com os candidatos no auditório;
  • Estavam previstos dois intervalos comerciais, e, nesses momentos, os candidatos não puderam ter nenhum contato com assessores.

Biden x Trump: Veja alguns pontos sensíveis que devem ser explorados no debate presidencial nos EUA

Biden x Trump: Veja alguns pontos sensíveis que devem ser explorados no debate presidencial nos EUA




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

desempenho-de-biden-em-debate-vira-pesadelo-para-os-democratas

G1 Mundo

Desempenho de Biden em debate vira pesadelo para os democratas

O confronto terminou como um pesadelo para os democratas e lançou dúvidas, dentro do partido, sobre a capacidade de ele levar adiante a campanha para a reeleição, a quatro meses do pleito. O presidente estava rouco e hesitante. Enquanto Donald Trump despejava mentiras, calmamente e de forma assertiva, a tela dividida mostrava Biden com o queixo caído e a aparência congelada, que expressava a derrota e a falta de entusiasmo. […]

today28 de junho de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%