Tocando:

Rádio 97Web

Pastor diz que ataques contra cultos traz de volta lembranças do comunismo

Escrito por em 8 de abril de 2021

O pastor Artur Pawlowski, expulsou a polícia da sua igreja em Alberta, Canadá, no Domingo de Páscoa, e foi aplaudido por todo o mundo diante da sua ação em ordenar que se retirassem do local e só voltassem com um mandado.

Ele afirmou recentemente que as ações da polícia em tentar encerrar a celebração, lhe trouxe de volta memórias da sua infância, nascido na Polônia ele viveu sob o domínio da União Soviética.

O vídeo, que também mostramos aqui, documenta o encontro do pastor com os oficiais teve mais de três milhões de visualizações, ao longo do vídeo é possível ver a postura firme do pastor que mandou eles para fora e ainda os chamou de “Gestapo” e “psicopatas nazistas”.

O Serviço da Polícia de Calvary informou em um comunicado que a presença dos oficiais na igreja era requerida por causa da preocupação da covid-19 e que possivelmente as pessoas presentes não estavam cumprindo as ordens do governo.

Na noite de terça-feira, 6 de abril, Pawlowski foi entrevistado por Mark Steyn, da Fox News Primetime, para falar sobre o acontecimento. O apresentador comentou com ele que o que ele teria vivido na Páscoa foi exatamente o que viveu atrás da Cortina de Ferro quando criança.

De volta, o pastor afirmou que cresceu durante a ditadura comunista “atrás da Cortina de Ferro”, presenciou a violência dos soviéticos e lembrou que tudo foi um desastre, nada era divertido na sua infância.

“Os policiais podem invadir sua casa às cinco da manhã, eles podem te espancar, torturar, eles podem te prender por qualquer motivo. Foi como um flashback quando aqueles policiais apareceram na minha igreja. Tudo meio que voltou à vida desde a minha infância”, contou Pawlowski.

Ele afirmou que a única coisa que pôde fazer como pastor naquele momento foi usar a sua voz para afastar os lobos das ovelhas, e que eles estavam violando ilegalmente os direitos de todos em realizar uma celebração de Páscoa.

“Fiquei um pouco abalado. Mas eu fiz o que todo pastor, agora, no planeta Terra, deveria fazer: afastar os lobos. Nós, como leões, nunca devemos nos curvar diante das hienas, e é isso que elas são agora”, acrescentou Pawlowski




Opinião dos visitantes

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *