G1 Mundo

‘Peguei meu colchão e dormi fora do hotel, no deserto’, diz brasileira após terremoto no Marrocos

today9 de setembro de 2023 13

Fundo
share close

Ela está hospedada em um vale a 300 quilômetros de Marrakech, mas afirmou que pôde sentir o tremor.

“Foi tudo muito rápido. Tinha acabado de jantar e estávamos conversando na área externa do hotel, quando tudo começou a tremer. Fiquei assustada, pois nunca tinha passado por algo parecido antes”, disse ela, que vive em Portugal há 18 anos.

Ela contou que faz viagens ao Marrocos há quase uma década, aonde costuma levar turistas brasileiros e portugueses em parceria com uma agência de turismo local.



“Quando voltei ao meu quarto, havia rachaduras no teto. Fiquei com medo, peguei meu colchão e dormi do lado de fora”, acrescentou.

“É algo pelo qual eu nunca mais quero passar na vida”.

Tânia Andrade vive em Portugal, mas estava de férias no Marrocos — Foto: ARQUIVO PESSOAL

O guia que a acompanhava, o marroquino Yousseff, dono da agência Marrocos Tours, disse à BBC News Brasil que também nunca havia passado algo semelhante.

“Sou marroquino e nunca tinha passado por isso. Mas tentei passar tranquilidade ao grupo”, acrescentou ele, em português.

Colchões do lado de fora após terremoto no Marrocos — Foto: TÂNIA ANDRADE

O total de mortos depois que um forte terremoto atingiu o centro do Marrocos já passou de 1.000, segundo o Ministério do Interior do país.

O sismo — de magnitude 6,8 — fez com que as pessoas corressem para as ruas de Marrakech e de outras cidades próximas.

Um tremor secundário, de magnitude 4,9, foi sentido 19 minutos depois.

Muitas das mortes ocorreram em áreas montanhosas de difícil acesso — pelo menos 672 pessoas ficaram feridas, 205 delas em estado grave, segundo as últimas informações.

Hotel onde Tânia Andrade está hospedada — Foto: TÂNIA ANDRADE

O terremoto ocorreu pouco depois das 23 horas, no horário local (19h de Brasília), a uma profundidade relativamente rasa, a cerca de 71 km a sudoeste de Marrakech, segundo Serviço Geológico dos Estados Unidos.

A Embaixada do Brasil na capital Rabat emitiu nota dizendo não haver notícias neste momento de brasileiros mortos ou feridos e que acompanha com atenção os desdobramentos do terremoto.

Foi informado que o corpo diplomático no país “trabalha em regime de plantão, e pode ser contatado pelo telefone +212661168181 (inclusive WhatsApp)”.

A delegação da seleção olímpica brasileira, de jogadores até 23 anos, está na cidade de Fez, onde disputou uma partida contra a seleção marroquina.

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF), segundo o GloboEsporte, informou que os integrantes da delegação foram levados para a piscina do hotel e voltaram para o quarto uma hora depois do tremor inicial.

O epicentro do sismo foi nas montanhas do Alto Atlas.

A maioria das vítimas estava em Marrakech e em várias áreas ao sul, segundo o Ministério do Interior.

Hospitais da cidade estão recebendo um grande número de vítimas e autoridades pedem que sejam feitas doações de sangue nesse momento.

Uma nuvem de poeira foi vista no topo da histórica mesquita Koutoubia, de 850 anos, em Marrakech. Pessoas no local temiam que pudesse haver risco de desabamento

O tremor também afetou as províncias e os municípios de al-Haouz, Ouarzazate, Azilal, Chichaoua e Taroudant.

O terremoto ainda foi sentido na capital Rabat, a cerca de 350 km de distância, bem como nas cidades de Casablanca e Essaouira.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

domenico-de-masi,-sociologo-italiano,-morre-aos-85-anos

G1 Mundo

Domenico De Masi, sociólogo italiano, morre aos 85 anos

No dia 15 de agosto, ele descobriu que tinha uma doença invasiva, enquanto estava de férias em Ravello, segundo o jornal italiano "Il Fatto Quotidiano". A causa da morte não foi revelada. Masi foi responsável pela formulação do conceito de "ócio criativo", que defende que o tempo livre, ao contrário do senso comum, não é algo necessariamente negativo, mas pode estimular a criatividade pessoal. Em junho, o presidente Luiz Inácio […]

today9 de setembro de 2023 18

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%