G1 Mundo

Peru convoca embaixadores do país na Argentina, Bolívia, Colômbia e México para consultas

today15 de dezembro de 2022 13

Fundo
share close

A ministra das Relações Exteriores do Peru, Ana Cecilia Gervasi, disse nesta quinta-feira (15) que convocou os embaixadores do país em quatro países para consultas em Lima após “interferência nos assuntos internos” do país (veja mais abaixo).

Na diplomacia, a convocação para consultas acontece quando um país chama de volta seu próprio embaixador para que informe sobre algum aspecto pontual. É um gesto utilizado habitualmente para expressar mal-estar com alguma situação específica.

Os embaixadores são dos seguintes países:



  • Argentina,
  • Bolívia,
  • Colômbia e
  • México

A ministra afirmou que a convocação tem a anuência da presidente Dina Boluarte.

Peru decreta estado de emergência por protestos violentos

Peru decreta estado de emergência por protestos violentos

Na segunda-feira, esses quatro países expressaram apoio a Pedro Castillo, o presidente que foi deposto, e pediram respeito à vontade popular em um comunicado conjunto. “Exortamos aqueles que integram as instituições a se absterem de reverter a vontade popular expressa com o livre sufrágio”, diz o Ministério de Relações Exteriores do Peru em nota.

O presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, afirmou na terça-feira que, para o seu país, “Pedro Castillo continua sendo o presidente”, pois foi eleito pela via democrática.

A deposição de Pedro Castillo

O presidente Pedro Castillo foi destituído no dia 7 de dezembro pelo Congresso, depois de uma tentativa fracassada de autogolpe de Estado, com o qual ele pretendia fechar o Parlamento e governar por decreto. Ele foi detido quando se dirigia à embaixada mexicana para solicitar asilo.

A vice-presidente Dina Boluarte assumiu o poder constitucionalmente, mas enfrenta agora grandes protestos de associações e organizações de camponeses e indígenas, que exigem sua renúncia, a libertação de Castillo e eleições imediatas.

A violência derivada das manifestações, com bloqueio de aeroportos e estradas, já deixou pelo menos sete mortos e 200 feridos. As autoridades decretaram estado de emergência, com a participação das Forças Armadas no controle da segurança pública.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

protestos-no-peru-deixam-centenas-de-turistas-presos-na-regiao-de-machu-picchu

G1 Mundo

Protestos no Peru deixam centenas de turistas presos na região de Machu Picchu

O prefeito solicitou ao governo apoio humanitário, com helicópteros para retirar da cidade os turistas de Estados Unidos, México e Espanha. Turistas aguardam na estação de trem de Machu Picchu — Foto: Jesus Tapia/ AFP Centenas de turistas estrangeiros ficaram detidos na quarta-feira (14) na região da cidadela inca de Machu Picchu, depois que a circulação dos trens foi suspensa devido aos protestos pela situação política no Peru. Os visitantes […]

today15 de dezembro de 2022 12

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%