Gospel Prime

Pesquisa aponta que colapso na família pode estar causando declínio no Cristianismo

today27 de setembro de 2023 1

Fundo
share close

Uma pesquisa divulgada por um grupo baseado na fé sugere que igrejas devem trabalhar para restaurar casamentos saudáveis e a paternidade como uma maneira de combater o crescente declínio do cristianismo nos Estados Unidos. O estudo conduzido pela organização sem fins lucrativos Communio envolveu 19.000 participantes de 112 igrejas em 13 estados diferentes.

Segundo The Christian Post, os resultados do estudo, apresentados por J.P. De Gance, fundador e presidente da Communio, sugerem que o declínio na presença paterna residencial e o colapso dos casamentos podem ser explicações para o aumento da não filiação religiosa nos Estados Unidos.

Sendo assim, De Gance aponta que pessoas que cresceram em lares com pais casados estão mais propensas a frequentar a igreja. A pesquisa mostra que 80% dos participantes da igreja cresceram em lares onde seus pais permaneceram casados, uma tendência que se manteve verdadeira independentemente da idade.

Além disso, De Gance argumenta que um “pai casado” é o “ingrediente perdido” na sociedade atual. Ele mencionou o livro “Faith of the Fatherless: The Psychology of Atheism”, que analisa 30 dos ateus mais conhecidos do mundo e encontra um tema recorrente de pais ausentes ou relacionamentos quebrados com o pai.

Desse modo, ele argumenta que a renovação da fé deve começar com a renovação do casamento, já que a Bíblia frequentemente se refere ao casamento como uma analogia para o amor divino. O estudo também abordou questões de solidão, relatando que 50% dos adultos nos Estados Unidos experimentam solidão, sendo que 22% dos frequentadores de igrejas são considerados solitários.



Assim, a pesquisa também revelou que 85% de todas as igrejas nos Estados Unidos relatam não gastar nenhum valor em ministérios de casamento e relacionamento. De Gance incentivou os líderes religiosos a educarem-se sobre os efeitos negativos da coabitação e a adotarem uma abordagem abrangente para o ensino de habilidades de relacionamento e discernimento em diferentes faixas etárias.

Por fim, ele enfatizou que a igreja deve desempenhar um papel na formação de relacionamentos saudáveis, ensinando as crianças antes mesmo de começarem a namorar. De Gance também argumentou que os pastores não devem evitar o tópico do casamento devido ao medo de criar controvérsias e que a falta de ação pode prejudicar a fé e a afiliação à igreja.

“Se não conseguimos ajudar os cristãos a formar os tipos de relacionamentos que levam a casamentos duradouros, se suas preocupações com os tópicos políticos mais quentes ao redor disso os impedirem de fazer isso, provavelmente deveriam sair do ministério”, concluiu.




Todos os créditos desta notícia pertecem a Gospel Prime.

Por: Redacao

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

organizacao-de-igrejas-evangelicas-na-alemanha-rejeita-bencao-para-uniao-gay

Gospel Prime

Organização de igrejas evangélicas na Alemanha rejeita bênção para união gay

Falando na assembleia geral da União de Igrejas Evangélicas Livres (FeG), o líder da maior Federação de Igrejas Evangélica Livres na Alemanha, presidente Ansgar Hörsting, afirmou que em um mundo “complexo e cheio de confusão”, os cristãos evangélicos precisam “buscar a unidade”. Desse modo, a posição da FeG em relação à homossexualidade e a questões LGBT foi o tópico mais comentado no programa da reunião, realizada em Ewersbach. Hörsting disse […]

today27 de setembro de 2023 1

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%