G1 Santos

PMs são denunciados por ameaçar crianças e mandá-las pular em esgoto no litoral de SP; Defensoria Pública move ação contra estado

today13 de setembro de 2023 9

Fundo
share close

Na ação, obtida pelo g1 nesta quarta-feira (13), a Defensoria Pública relata, com base em testemunhas, que os policiais teriam obrigado as crianças a se jogarem em um canal com esgoto, no bairro Paecara, no Distrito de Vicente de Carvalho, região de Guarujá onde mais mortes foram registradas.

Um morador contou aos defensores ter visto a abordagem dos PMs às crianças — o número de policiais e crianças não consta no documento — na Rua Epitácio Pessoa por volta das 17h de 31 de julho, momento em que elas seguiam em direção a uma padaria.

A testemunha lembrou ter visto os policiais questionarem os menores, que antes brincavam em um campinho, sobre a localização dos traficantes da região.



Diante da recusa em ajudar, os PMs mandaram as crianças se jogarem no canal daquela região, que recebe esgoto e mangue, se não quisessem morrer. Elas obedeceram às ordens e, segundo o morador, logo foram resgatadas pelas mães. Ninguém se feriu.

Os defensores públicos registraram na ação que não tiveram acesso às imagens das câmeras acopladas às fardas dos policiais, bem como não tiveram acesso aos inquéritos e laudos do Instituto Médico Legal (IML) dos 28 mortos.

Operação Escudo foi deflagrada pós o assassinato do soldado das Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota) Patrick Bastos Reis na Baixada Santista. — Foto: Carlos Abelha/TV Tribuna e Reprodução

Em entrevista à TV Tribuna, afiliada da Globo, o delegado da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) em Santos, Fabiano Barbeiro, disse que não há nenhum indício de excesso de policial. “Essas informações que estão chegando ao conhecimento da Defensoria para nós é novidade”.

Barbeiro afirmou que tudo precisa ser provado e não há nenhuma imagem ou denúncia realizada diretamente à polícia. “[É] o local adequado para fazer esse tipo de denúncia até porque o inquérito policial está conosco e não com a Defensoria Pública”.

O g1 entrou em contato com a Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), mas não obteve retorno até a última atualização desta reportagem.

Em 4 de setembro, a Defensoria Pública de São Paulo e a ONG Conectas Direitos Humanos entraram com uma ação civil pública com pedido de tutela antecipada para que a Justiça obrigasse o governo paulista a colocar câmeras corporais nas fardas dos policiais militares e civis. Do contrário, a Operação Escudo deveria ter sido suspensa sob pena de multa diária.

Em uma coletiva à época, Derrite afirmou não ter sido notificado formalmente sobre o pedido. “Não tomei conhecimento formal de nenhum pedido, recomendação ou ação da Defensoria Pública. O órgão externo que faz a fiscalização das polícias é o MP [Ministério Público].”

VÍDEOS: Mais assistidos do g1 nos últimos 7 dias




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

camara-aprova-a-pec-que-acaba-com-a-perda-automatica-da-nacionalidade-brasileira-de-quem-adquire-outra-nacionalidade

G1 Mundo

Câmara aprova a PEC que acaba com a perda automática da nacionalidade brasileira de quem adquire outra nacionalidade

Já aprovada também pelo Senado, a PEC agora será promulgada. Atualmente, a Constituição declara automaticamente a perda da nacionalidade brasileira quando o cidadão adquire nacionalidade de outro país. Hoje, a perda da nacionalidade brasileira só não é automática em dois casos: quando o reconhecimento da nova nacionalidade é feito por lei estrangeira ou quando há imposição de naturalização, segundo legislação de outro país, ao brasileiro residente no exterior. Agora, a […]

today12 de setembro de 2023 8

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%