G1 Mundo

Por que Donald Trump diz que será preso na terça-feira

today19 de março de 2023 18

Fundo
share close

A declaração, feita neste sábado (18), não foi confirmada pelos advogados dele, que ressaltaram que não receberam nenhuma informação das autoridades e que as especulações são baseadas somente em reportagens de alguns veículos de comunicação locais.

Os promotores federais trabalham para encontrar indícios de crimes cometidos por Trump antes e durante o seu mandato como presidente. Segundo várias reportagens, uma acusação formal pode ser feita na próxima semana.

Se essa acusação realmente for apresentada, seria a primeira vez que um processo criminal é aberto contra um ex-presidente dos EUA.



Daniels alegou que Michael Cohen, advogado de Trump, pagou a ela US$ 130 mil em troca de ela não falar em público antes das eleições de 2016 sobre o caso extraconjugal com Trump.

Stormy Daniels durante uma cerimônia em sua homenagem em West Hollywood, na Califórnia, em 23 de maio — Foto: Reuters/Mike Blake/File Photo

O ex-presidente negou que tenha tido relação sexual com Daniels e disse que a investigação tem motivação política.

Esse é um dos casos pelos quais Trump, de 76 anos, é investigado, embora nunca tenha sido formalmente acusado até agora e sempre tenha negado que cometeu qualquer crime.

Trump deixou claro que continuará a sua campanha para se tornar o candidato do Partido Republicano nas eleições presidenciais de 2024, mesmo que sofra alguma acusação formal.

Esforços anteriores para levá-lo à Justiça – como duas tentativas de impeachment no Congresso, investigação sobre possível intervenção russa e operações judiciais em sua casa em Mar-a-Lago, na Flórida – ajudaram a aumentar sua popularidade entre seus seguidores. Portanto, uma acusação desse tipo poderia ter um efeito semelhante.

Ainda que não seja possível saber se ele será oficialmente acusado nesta semana e por quais possíveis crimes, o ex-presidente decidiu antecipar essa possibilidade e mobilizou seus seguidores.

Trump já mostrou que tem seguidores leais, como evidenciou pela tomada do Capitólio em 6 de janeiro de 2021, quando centenas de pessoas forçaram a entrada no prédio do governo para anular os resultados das eleições, onde ele havia sido derrotado.

Neste sábado, Trump escreveu em sua rede social Truth Social que “vazamentos ilegais” da promotoria de Manhattan, em Nova York, “indicariam” que ele seria preso em 21 de março.

A promotoria de Manhattan não se pronunciou sobre o assunto. Já a advogada de Trump, Sudan Necheles, disse que sua equipe não foi notificada sobre o caso.

“Como se trata de uma acusação política, o gabinete do promotor distrital se engajou na prática de vazar tudo para a imprensa, em vez de entrar em contato com os advogados do presidente Trump como fariam em um caso normal”, disse ela.

Invasão ao Capitólio em 6 de janeiro de 2021 — Foto: ROBERTO SCHMIDT / AFP

O caso Stormy Daniels teve um grande avanço no início deste mês, quando Trump foi convidado a testemunhar perante um grande júri, o que especialistas dizem indicar que ele poderá enfrentar acusações criminais em breve.

As audiências são realizadas em segredo, e vários ex-assessores de Trump teriam prestado depoimento perante os juízes.

A mídia americana diz que as unidades de Justiça de Nova York estão se preparando para a possibilidade de Trump ser indiciado e comparecer a um tribunal de Manhattan na próxima semana.

De acordo com a Associated Press, as autoridades locais estão considerando os aspectos práticos de levar um ex-presidente ao tribunal, incluindo questões de segurança.

Outro advogado de Trump, Joseph Tacopina, disse à agência de notícias que “seguiremos os procedimentos normais” caso ele seja indiciado.

Donald Trump enfrenta uma investigação criminal separada sobre as tentativas de reverter sua estreita derrota no estado da Geórgia nas eleições presidenciais de 2020, embora não se saiba se o ex-presidente está sob investigação direta.

O Departamento de Justiça dos EUA também está investigando se documentos secretos do governo encontrados em sua residência em Mar-a-Lago foram danificados depois que Trump deixou o cargo, bem como esforços mais amplos para minar os resultados das eleições presidenciais de três anos atrás, incluindo o ataque em 6 de janeiro.




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

foguete-disparado-da-faixa-de-gaza-atinge-israel

G1 Mundo

Foguete disparado da Faixa de Gaza atinge Israel

As Forças Armadas israelenses informam que o ataque atingiu uma área vazia e não relatam vítimas. Nenhum grupo reivindica a autoria do ato até o momento. Foto de 7 de agosto de 2022 mostra foguetes lançados da Faixa de Gaza com direção a Israel; mais tarde, israelenses e palestinos deram início a um cessar-fogo na região após três dias de conflitos — Foto: Hatem Moussa/AP Um foguete disparado da Faixa […]

today19 de março de 2023 9

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%