G1 Mundo

Por que morar na China está cada vez mais caro e como a crise imobiliária ameaça a estabilidade política

today19 de julho de 2023 4

Fundo
share close

Desaceleração da economia chinesa está ligada à queda da atividade no setor de construção civil, responsável por 25% do PIB da China.


Nos últimos anos, o preço do metro quadrado em um apartamento em cidades chinesas como Xangai ou Pequim tem sido mais caro do que em um apartamento em Nova York. Esse cenário imobiliário da China é um dos sintomas da desaceleração da segunda maior economia do mundo.



Evergrande Oasis, complexo residencial do grupo Evergrande, em construção em Luoyang, na China — Foto: Carlos Garcia Rawlins/Reuters

Uma das principais razões para essa desaceleração é a queda da atividade no setor de construção civil, que corresponde a 25% do PIB da China. É o que explica Clauda Trevisan, diretora executiva do Conselho Empresarial Brasil China.

“O governo chinês avalia que é preciso reduzir o peso desse setor no PIB para que o crescimento chinês seja sustentável a longo prazo.”

“Esse aumento desenfreado de preços [dos imóveis] também passou a preocupar o governo chinês. Um dos principais slogans do presidente Xi Jinping é a promoção da prosperidade comum. Para ser realizada, implica uma redução de desigualdades entre campo e cidades, desigualdades de renda. E o aumento do preço dos imóveis estava contribuindo para o aumento dessa desigualdade, não para redução.”

Comprar imóveis, explica Trevisan, “tem sido uma maneira de famílias que poupam muito guardarem dinheiro, o que foi contribuindo para o aumento dos preços”.

Deseja receber as notícias mais importantes em tempo real? Ative as notificações do G1!




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Mundo.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

cerca-de-300-pinguins-morrem-a-caminho-do-brasil

G1 Mundo

Cerca de 300 pinguins morrem a caminho do Brasil

Segundo a organização, são pinguins-de-magalhães, que todos os anos fazem uma imigração da Patagônia, uma região no sul da Argentina, até o sul do Brasil. Os animais só se aproximam da costa se ficam doentes, de acordo com a ONG. “Todos os anos, durante as migrações, há alguns animais mortos ou doentes, principalmente os mais jovens, mas as quantidades que vimos desta vez nos colocaram em alerta”, afirma a Rescate […]

today19 de julho de 2023 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%