G1 Santos

Porto de Santos firma parceria com Crea-SP para projeto do túnel submerso entre Santos e Guarujá

today21 de julho de 2023 1

Fundo
share close

O projeto do túnel submerso que ligará Santos e Guarujá, no litoral de São Paulo, receberá apoio técnico do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Estado de São Paulo (Crea-SP). Isso porque um termo de cooperação técnica entre o órgão e a Autoridade Portuária de Santos (APS) foi formalizado nesta quinta-feira (20), na sede do Crea, em São Paulo.

Com extensão de 860 metros, o túnel abaixo do mar é um projeto do governo federal que busca proporcionar conexão entre Santos e Guarujá por meio de um canal rápido e ágil. Atualmente, a travessia é realizada por balsas, que interrompem a atividade portuária. O trajeto também pode ser feito pela rodovia Cônego Domênico Rangoni.

Com a parceria, o Crea poderá promover soluções efetivas ao túnel, considerando a orientação e fiscalização preventiva do exercício profissional de especialistas que possam atuar na gestão, instalação ou infraestrutura portuária e nos serviços abrangidos.



“Colocamos o conselho à disposição, com todo material humano e capacidade técnica dos engenheiros, agrônomos, geocientistas e tecnólogos que compõem nosso sistema, para ajudar na execução dessa solução”, disse o presidente do Crea-SP, Vinicius Marchese.

O termo ainda prevê a troca de informações em todos os processos relativos à execução das obras. Para o diretor-presidente da APS, Anderson Pomini, a parceria é muito importante para viabilizar o projeto da ligação seca, que é debatida na região há mais de 90 anos.

“A participação dos engenheiros para atualização do nosso projeto e a construção, o monitoramento e o acompanhamento dessa obra é vital para que a gente possa executá-la de fato”, ressaltou Pomini.

Vinicius Marchese e Anderson Pomini celebraram parceria na sede do Crea, em SP. — Foto: Crea-SP/Divulgação

De acordo com ele, o túnel submerso exige tecnologias que ainda não existem no Brasil, mas serão implementadas na construção do projeto.

“É uma obra absolutamente inovadora, que depende da engenharia, das técnicas mais modernas de engenharia, que nós não temos ainda no Brasil. Nós teremos. Hoje, o nosso modelo é aquele que está em construção que liga Dinamarca a Alemanha”, explicou Pomini.

O projeto do túnel submerso foi identificado pelo Crea-SP como alternativa para os gargalos da integração entre os sistemas aquaviário, rodoviário e ferroviário na logística e infraestrutura estadual em um relatório-diagnóstico do entregue ao Governo do Estado de São Paulo em fevereiro deste ano.

Segundo as análises do projeto, o impacto da obra será social, ambiental e econômico, pois deve facilitar o fluxo logístico e de transportes do Porto de Santos. Pomini enfatizou que, diariamente, aproximadamente 80 mil pessoas cruzam o canal e 10 mil caminhões chegam ao Porto. Deste total de veículos de transporte de carga, cerca de 2,5 mil precisam utilizar as rodovias.

O diretor-presidente da APS explicou que o projeto exige a renovação das licenças ambientais. “O Ibama [Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis] já está debruçado sobre o assunto, na sequência faremos a atualização do projeto que foi elaborado pela Dersa”, disse.

Uma audiência pública debateu o projeto na Comissão de Viação e Transportes da Câmara dos Deputados, em Brasília (DF), no último dia 13 de junho. Na ocasião, o diretor-presidente da APS representou o ministro de Portos e Aeroportos, Márcio França (PSB).

De acordo com a apresentação de Pomini na audiência, o túnel deve ter um pedágio com cobrança nos moldes de tarifa social e prazo de entrega em quatro anos.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

parque-de-diversoes-onde-mulheres-foram-atingidas-por-peca-de-‘kamikaze’-e-reaberto-no-litoral-de-sp;-video

G1 Santos

Parque de diversões onde mulheres foram atingidas por peça de ‘kamikaze’ é reaberto no litoral de SP; VÍDEO

O parque de diversões em São Vicente, no litoral de São Paulo, onde duas mulheres foram atingidas por uma peça que se desprendeu do brinquedo 'kamikaze', foi liberado para funcionamento. De acordo com a Prefeitura de São Vicente, o parque foi reaberto após a empresa responsável apresentar novos laudos técnicos. O caso aconteceu em um parque de diversões montado na praia do Itararé, no dia 7 de julho. Imagens obtidas […]

today21 de julho de 2023

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%