G1 Santos

Prefeito de Ilha Comprida, SP, é cassado após ser alvo de comissão processante

today5 de julho de 2024 3

Fundo
share close

O prefeito de Ilha Comprida, Geraldino Júnior (PL), teve o mandato cassado na madrugada desta sexta-feira (5). O político foi alvo de uma Comissão de Investigação e Processante (CIP) por não responder a requerimentos apresentados pelos vereadores principalmente sobre questões ligadas à infraestrutura e melhorias da cidade. Ele afirmou que os sete parlamentares que votaram pela sua cassação “agiram por motivos pessoais e estritamente políticos” e recorrerá da decisão.

A denúncia de infração político-administrativa foi enviada pelo morador Francisco José Lourenço de Oliveira. Com duração aproximada de 12 horas, a sessão de julgamento na Câmara Municipal teve início às 14h de quarta-feira (4) e resultou na cassação do prefeito.

Devido ao afastamento do chefe do Executivo do cargo, a vice-prefeita Maristela Cardona (Republicanos) deve tomar posse às 15h30 desta sexta-feira na Câmara Municipal.



O vereador Rogério Lopes Revitti (PP) presidiu a CIP, sendo o relator Fabiano Pereira (Avante). Enquanto sete parlamentares foram favoráveis, dois foram contrários a cassação.

Votaram a favor os vereadores: Fábio Tonon (Avante), Milton Pires (Avante), Fabiano Pereira (Avante), Oeder Kuznier (Avante), Emerson Gryllo (Podemos), Rogério Revitti e Andressa Ceroni (Podemos). Já os votos contrários partiram de Ivan Heleno (PL) e Daniel Ramos (Podemos).

Geraldino Júnior estava em seu segundo mandato como prefeito de Ilha Comprida. Na sessão, o então chefe do Executivo alegou que os parlamentares “querem parar a cidade por questão política” e que o motivo da cassação não é corrupção, mas perseguição.

Em nota enviada ao g1, a administração municipal disse que, segundo o prefeito, os favoráveis à decisão agiram dessa forma porque ele escolheu um pré-candidato à prefeitura diferente do escolhido pelos vereadores.

“Geraldino Júnior afirmou que irá recorrer da decisão na Justiça e confia em sua breve volta ao cargo, uma vez que as alegações apontadas para a cassação não têm ‘justa causa’ e foram motivadas ‘por interesses pessoais e eleitorais'”.

De acordo com a nota, todos os requerimentos foram respondidos, mesmo que fora do prazo, porque as informações eram dadas pessoalmente pelos secretários e diretores aos vereadores. Ele ainda alegou que nunca sonegou informações aos parlamentares.

“Ao longo dos sete anos e quatro meses de gestão, as portas do Gabinete do Prefeito e de todas as Secretarias e Departamentos estiveram sempre abertas para receber e prestar todos os esclarecimentos aos vereadores, inclusive, com prioridade, numa relação de respeito, cordialidade e reconhecimento da importância do trabalho do Legislativo”, disse a prefeitura, em nota.

VÍDEOS: g1 em 1 Minuto Santos




Todos os créditos desta notícia pertecem a G1 Santos.

Por: G1

Esta notícia é de propriedade do autor (citado na fonte), publicada em caráter informativo. O artigo 46, inciso I, visando a propagação da informação, faculta a reprodução na imprensa diária ou periódica, de notícia ou de artigo informativo, publicado em diários ou periódicos, com a menção do nome do autor, se assinados, e da publicação de onde foram transcritos.

Avalie

Post anterior

ate-364-mil-veiculos-devem-seguir-para-o-litoral-de-sp-no-feriado-da-revolucao-constitucionalista;-veja-o-esquema-especial-nas-estradas

G1 Santos

Até 364 mil veículos devem seguir para o litoral de SP no feriado da Revolução Constitucionalista; veja o esquema especial nas estradas

A Ecovias, concessionária que administra o Sistema Anchieta-Imigrantes (SAI), prevê que entre 237 mil e 364 mil veículos desçam a serra para a Baixada Santista, no litoral paulista, durante o feriado da Revolução Constitucionalista, na terça-feira (9). De acordo com a empresa, estão previstas operações especiais para garantir maior fluidez e segurança viária (veja abaixo). Os trabalhos contarão com o apoio da Agência de Transportes do Estado de São Paulo […]

today5 de julho de 2024 4

Publicar comentários (0)

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


0%